URGENTE: Lacen de SC tem mais de 11 mil testes de Covid-19 à espera de liberação

Governo anunciou na última semana que chegada de insumos e mais kits e aparelhos iria ajudar a acelerar diagnósticos, o que ainda não ocorreu. Estado diz que represamento é causado pelo aumento da demanda.

O Laboratório Central do Estado (Lacen) tem mais de 11 mil testes de Covid-19 à espera de liberação em Santa Catarina. Na última semana, o governo estadual chegou a anunciar a chegada de insumos que ajudariam a dar mais rapidez para esses resultados, mas agora diz que o aumento de exames reflete o crescimento de casos de pessoas infectadas ou com suspeita de terem contraído o novo coronavírus.

Santa Catarina tem atualmente 68,7 mil pacientes diagnosticados com Covid-19 e mais de 900 mortes provocadas pela infecção.

No dia 15 de julho, o governo de Santa Catarina anunciou a chegada de 300 kits que permitiriam a realização de quase 45 mil testes do tipo PCR: 100 foram adquiridos pelo próprio estado e os outros 200, recebidos do Ministério da Saúde. O estado divulgou também mais equipamentos e parcerias com centros de testagem em outros estados que permitiriam aumentar o ritmo de liberação desses resultados.

Porém, havia uma escalada do número de exames esperando liberação nos últimos dias no Lacen. No dia em que o estado anunciou os kits, havia um represamento de 3.170 exames. Desde então, o número só teve uma ligeira queda no começo desta semana. Nos demais dias, houve aumento.

O estado afirma que não há falta de insumos, mas que esse aumento de exames reflete o aumento do número de casos. Em junho, eram recebidas em média 650 por dia, número que dobrou agora neste mês. Somente na quinta, foram 2,4 mil amostras de várias partes do estado.

O governo falou ainda que servidores têm atuado em turnos estendidos para dar conta da demanda, citou as parcerias com o Centro de Testagem do Paraná, para onde enviou 6.500 amostras esta semana, e informou que recebeu um novo equipamento da Fiocruz que deve ampliar em 70% a capacidade do Lacen.

O aparelho se trata de plataformas automatizadas que, segundo a Fiocruz, tem capacidade de processar 20 mil amostras de exames por mês. Segundo o estado, o equipamento está na fase de instalação e servidores estão sendo treinados para a utilização.

EXAMES EM FALTA 

Estoques de testes rápidos já estão falta em muitos municípios. Estranho pela quantidade de dinheiro que veio do Governo Federal para os municípios do estado e para o próprio Governo do estado.

Defensoria

No dia 13 de julho, a Defensoria Pública de Santa Catarina questionou a Secretaria Estadual da Saúde sobre o represamento de exames. Segundo a instituição, a pasta respondeu que a capacidade do Lacen seria aumentada com a chegada de insumos e equipamentos. Diante desse novo cenário, a Defensoria informou que vai analisar quais medidas deve tomar.

Crédito: NSC TV

Anuncie onde sua marca é vista!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *