Trambolho de madeira na Avenida Brasil tinha autorização da prefeitura

Estrutura de madeira colocada de forma equivocada ocupava a calçada de forma irregular e teve que ser removida.

Parece que o governo da Maravilha do Atlântico não para se gerar polêmica. Dessa vez deram aval para um empresário colocar uma estrutura de madeira na calçada na avenida Brasil, entre as ruas 971 e 981, no centro da cidade. Ficou feio e deu o que falar.

O trambolho ridículo, foi instalado por um comerciante e tinha a pretensão de ser um projeto piloto de “parklet”, área de convivência onde as pessoas podem parar, comer ou descansar.

Apesar da boa intenção a estrutura foi muito criticada.

Foto Divulgação Facebook

“Olha, com todo respeito com quem fez esse planejamento um caixote na avenida brasil. Parece depósito de entulho, lugar para mais andarilhos dormirem? O que seria mais essa tal nova idéia? Nossa cidade não merece esse tipo de projeto e sim projetos” disse Júnior Pavan

Segundo informações de um jornal da região o problema é que o equipamento não teria o aval da secretaria de Planejamento.

Ontem mesmo, a secretaria determinou a retirada, alegando que o troço ocupava de forma irregular o passeio público. A liberação teria partido do vereador Omar Tomalih-PSB, com aprovação do diretor de Obras, Samir Dawud, depois que o dono do restaurante procurou a prefeitura propondo usar a área com um projeto experimental.

De acordo com Samir, a estrutura foi montada na noite de terça-feira e gerou muitas reclamações já no dia seguinte. Depois das reclamações, o empresário foi notificado pra desmanchar a estrutura.

Segundo o diretor de Obras, o empresário apresentou o projeto há seis meses. Em agosto, teve a aprovação do departamento de Samir.

“Mas a ideia era só um banquinho básico com uma floreira em volta, não aquele caixote”, explica.

Apesar de retirar o trambolho, o empresário promete refazer o projeto pra apresentar novamente, dessa vez passando pela avaliação da secretaria de Planejamento.

Em Balneário, não há normas pra instalação desse tipo de estrutura, mas na Câmara de Vereadores tramita um projeto que pretende regulamentar os parklets.

A proposta do vereador André Meirinho (PP) prevê o equipamento no lugar de vagas de estacionamento, sem ocupar as calçadas. O projeto ainda aguarda ser votado em plenário.

Créditos: O Diarinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *