Tem travesti atacando na rua 200 em Balneário Camboriú

Ana Paula Barreto, presidente da associação de Travestis e Gays de Balneário Camboriú, tem uma reunião amanhã com o secretário Municipal de Segurança, David Queiroz, para discutir denúncias de assaltos que estão ocorrendo na rua 200.

Segundo Ana Paula, alguns travestis, que não fazem parte da associação, estão atacando homens que buscam programas na rua 200.

Ela alega que os bandidos usam facas, tesouras e arma de choque para fazer os fregueses pagarem um valor maior pelos programas. Os valores são pagos diretamente na máquina de cartão usada pelos criminosos.
Ana Paula recebeu pelo menos 10 denúncias do crime. O problema, segundo ela, é que as vítimas não registram os assaltos na polícia porque não querem se expor. “Isso estraga o trabalho daqueles profissionais que querem trabalhar direitinho”, lamenta Ana Paula.

Reunião com secretário

Pra tentar evitar os crimes, Ana Paula se reúne amanhã, às 16h, com o secretário David. Ela quer que a polícia faça rondas e peça os documentos dos profissionais do sexo, para organizar aquela área da rua 51.

Ana Paula ainda pede que os profissionais do sexo que vierem trabalhar em Balneário façam o cadastro gratuito na associação. Basta entrar em contato com ela pelo telefone (47) 99757-1237.

O secretário David confirma que vai participar da reunião, mas diz que ainda não sabe qual será a reivindicação da categoria.

Tem travesti bandido atacando na rua 200

Foto ilustrativa Via o Diarinho 

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *