Suspeita de negligência médica na morte de turista de 19 anos no Hospital Ruth Cardoso

O turista de Brasília estava passeando na região e acabou morrendo vítima de apendicite.

Prontuário de paciente está sendo analisado pela Secretária de Saúde de Balneário Camboriú Andressa Haddad. Amigos e parentes de Victor Augusto Mendes Barreto, 19 anos, acreditam que houve negligência na morte do rapaz, no último domingo, no Hospital Ruth Cardoso, pois procurou atendimento 3 vezes e foi mandado de volta para casa. A última vez que compareceu no hospital, já estava em choque séptico e foi encaminhado ao Centro Cirúrgico.

A direção do hospital nega que tenha havido qualquer negligência.

Victor é morador de Brasília, no Distrito Federal, e estava a passeio na região.

– O médico trocou o antibiótico, porém ele prescreveu às 10 e pouco da manhã, porém com a observação de que o antibiótico era pra ser feito AGORA na prescrição, no entanto não teriam aplicado no horário, tendo o jovem recebido o antibiótico às 20hs, ou seja, teria ficado mais de 12hs sem medicação.” Disse o denunciante ao Jornal O Janelão.


Segundo relatos ainda o rapaz evoluiu para óbito em menos de 24h após isso.

O caso segue para o MP.

O QUE DISSE O HOSPITAL RUTH CARDOSO

O Hospital Municipal Ruth Cardoso informa que o paciente Vitor Augusto Mendes Barreto, morador de Itapema, recebeu o primeiro atendimento hospitalar em seu município de origem no dia 4 de junho, de acordo com seu prontuário. Depois de receber atendimento, foi liberado e retornou a unidade de saúde no dia 6, apresentando dor abdominal difusa. Foram realizados exames laboratoriais que tiveram resultados normais, às 23:18.

O primeiro atendimento realizado no Hospital Ruth Cardoso foi à 1h44 do dia 7, quando o paciente chegou via ambulância, encaminhado pelo município de Itapema, com hipótese diagnóstica de nefolitíase obstrutiva. Vitor foi classificado como amarelo e recebeu atendimento rapidamente. Foi medicado com analgésicos e anti-inflamatórios e o médico solicitou a realização de tomografia, que apresentou laudo normal. Às 4h30 foi liberado, com prescrição de antibiótico e analgésico, após melhora do quadro.

No dia 7, o paciente deu entrada no HMRC às 22h11, trazido pelo SAMU. Conforme a ficha de atendimento do SAMU, Vitor estava com hipótese diagnóstica de apendicite. O paciente foi atendido com classificação amarela e encaminhado ao centro cirúrgico, onde realizou uma laparotomia exploratória, devido ao apendicite supurado, e encaminhado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde veio a óbito no dia 9. Portanto, após análise do prontuário do paciente verificou-se que não há indícios de negligência, já que todos os procedimentos realizados no Hospital Ruth Cardoso estão em conformidade com os sinais e sintomas apresentados.

Durante o fim de semana, o Hospital Municipal Ruth Cardoso realizou cinco procedimentos cirúrgicos e atendeu 954 pessoas no total, sendo 36 do município de Itapema.

Vem aí ‘Janelão na pressão’
(47)996216941

One Comment on “Suspeita de negligência médica na morte de turista de 19 anos no Hospital Ruth Cardoso”

  1. Isto e INACREDITAVEL !!! Eu sou um exemplo vivo … tenho 71 anos… quando tinha 18 anos um medico viu eu mancando no navio no qual trabalhava … mandou na enfermaria e so com toques superficiais no abdomen … inmediatamente deu o diagnostico… APENDICITIS !!! SEM DEMORA … A TERRA E OPERAÇAO !!! FAZ 52 ANOS … OS MEDICOS ERAM MELHORES… O SABIAM MAIS ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *