Supostas infecções por coronavírus no CANHANDUBA preocupam familiares de detentos

Presos com Covid-19 estariam sendo misturados aos saudáveis. Direção ainda não se manifestou sobre a DENÚNCIA. 

Nesse domingo (21) a noite nosso jornal foi procurado por FAMILIARES de diversos detentos, que estão muito preocupados. Isso por que está circulando a informações de que um detento do presídio de Itajaí está com como suspeita de coronavírus. Além disso, outros estariam com sintomas semelhantes com febre.

“Oficialmente não foi nada divulgado ainda pela administração, porém pelo que a gente sabe é que já tem gente com suspeita do COVID-19 e eles estão tomando medidas de isolamento”. Disse um dos familiares.

Complicado

“Ali se um pegar, todos podem pegar, não existe distanciamento, ficam confinados e não tem como ficar a mais de metro de distância um do outro. Eles são obrigados a estar próximos.

A informação que se tem e obtivemos, é que estão MEDIDAS e a temperatura dos internos e cada interno que apresenta febre é retirada da cela.

A situação é complexa

Outra informação dá conta que em quatro celas foram detectado presos com febre e esses teriam sido retirado para triagem.

O grade problema é que estariam colocando detentos com suspeita de covid-19 no convívio social com todos os internos. Fato ainda não confinado, mas denunciado. MP precisa investigar..

SITUAÇÃO PARECIDA DE OUTROS PAÍSES NO BRASIL

O avanço da covid-19 nas prisões preocupado no país.

Casos de coronavírus em prisões dispara no Brasil e várias mortes são registradas em vários estados.

Existe um grande descontentamento com relação às medidas de enfrentamento do coronavírus dos prédios, já que os casos de Covid-19 em presídios têm aumento de 800%.

“CNJ recomenda soltura”

Órgão decidiu renovar por mais três meses a indicação para que magistrados considerem liberar presos, com substituição de pena, por causa da pandemia

No início da pandemia no Brasil, em março, o órgão divulgou um documento orientando os magistrados a reverem prisões de pessoas pertencentes aos grupos de risco e em final de pena que não tenham cometido crimes violentos ou com grave ameaça (como latrocínio, homicídio e estupro) e que não pertençam a organizações criminosas.

Espaço aberto para a direção do presídio se manifestar..

https://www.sc.gov.br/index.php

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *