Sistema de esgoto é fundamental para o futuro de Camboriú

A construção de um sistema de coleta e tratamento de esgotos, sem dúvidas, é um dos maiores legados que a Águas de Camboriú poderia deixar para o futuro da cidade. Além de valorização imobiliária e benefícios para a saúde pública, o esgotamento visa a qualidade de vida e ambiental. O sistema de tratamento de efluentes fornece uma maneira mais saudável e apropriada de gerenciar os resíduos de hotéis, condomínios residenciais e indústrias, por exemplo.

 

Conforme explica o coordenador de operações da Águas de Camboriú, Henrique Gonçalves Mendes, em uma cidade na qual ainda não existe coleta e tratamento de esgoto, muitas vezes o meio ambiente pode ser prejudicado. “Isso porque existem casos de irregularidades, ou até mesmo de extravasamentos de esgoto, onde os efluentes entram em contato com rios, lagos ou lençol freático, por exemplo”, comenta.

 

A Águas de Camboriú já se colocou à disposição do poder concedente para investir na construção do sistema de esgoto da cidade, mediante repactuação do contrato de concessão. Uma audiência pública realizada em outubro de 2019 também confirmou o desejo da população de ter o sistema implantado pela concessionária.

 

O sistema de esgotamento seria composto pela instalação de tubulações, que coletam os efluentes, elevatórias de esgoto e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), onde ocorre o tratamento através de diferentes processos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *