Servidores Públicos Municipais de Camboriú aprovam estado de greve

Nessa segunda-feira (29) no Salão Multiuso do bairro Areias em Camboriú, Servidores do quadro geral da Prefeitura de Camboriú realizaram uma importante assembléia, que debateu entre vários assuntos o reajuste para servidores e a aprovação do estado de greve.

As negociações com o poder público já havia acontecido durante os últimos dias, onde foi apresentada uma pauta de reivindicações dos servidores públicos municipais no dia (22/04). A diretoria do Sisemcam e uma comissão de negociação, juntamente com uma assessoria jurídica estiveram com o prefeito, Élcio Kuhnen, que ofereceu apenas a reposição da inflação, sem reajuste real para os servidores.

O magistério teria acréscimo de 4,17% e para o quadro geral 3,74%, longe dos 10% reivindicados pelo sindicato, índice aprovado na última assembleia.

Nessa segunda-feira (29), outras duas novas rodadas de negociações foram realizadas no Paço Municipal, para tentar melhorar esse índice, e após essas negociações, o sindicato se reuniu novamente com os servidores nessa assembleia, onde foi discutido os índices de reposição propostos pela administração municipal. Que diz que tem que cumprir com a lei de responsabilidade fiscal.

Da proposta da prefeitura

Segundo a comissão o poder público não se preparou para as reuniões e nem apresentou propostas condizente com os anseios da catedral.

“O procurador do município e o pessoal do governo, não leram nem a nossa pauta, não tinham nem planilhas. Soubemos que, já iam mandar proposta para Câmara de Vereadores sem ouvir a categoria. disse Profº Aristides Rodrigues ‘RÔ’.

Além dos reagentes os servidores querem R$ 150,00 em vale alimentação.

“Estamos pressionando para o reajuste do vale alimentação e por isso, é de suma importância que todos os servidores participarem do movimento e reuniões”, convocou a presidente do Sisemcam, Luciana Sobota.

Mande mensagem para nossa reportagem, pelo WhatsApp ‘996216941’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *