Será que a obra do Coronel de Curitiba irá caminhar?

Diz a prefeitura de Itajaí que alinhou com o Governo do Estado as Obras das alças de acesso na BR 101. Aliás, tem dinheiro da sociedade a ser visto nesta obra.

Em 2019 o FORO METROPOLITANO DA FOZ DO ITAJAÍ-AÇÚ ingressou na justiça contra Deinfa, por conta das obras paralisadas do trevo de acesso à rodovia. A obra foi anunciada como aprovada e vinha sendo executada no segundo semestre de 2018 e está paralisada desde então.  

Na época, em nota divulgada pra imprensa, o Deinfra disse que não havia condições de seguir as obras. Por outro lado, o secretário Carlos Hassler afirmou em audiência na cidade de Brusque que a decisão pela interrupção do contrato foi sua.

PREJUÍZOS

Sem a obra o prejuízo econômico anual da região com o atual trevo da BR-101 é de R$ 18 milhões.

“Seria um investimento que com quatro anos se pagava, além de potencializar a economia. Mais empresas iriam se instalar. A mercadoria ficaria até mais barata para sair e chegar em Brusque”. Destacou na época o Secretário de Planejamento de Itajaí Auri Pavoni.

OBRA VAI COMEÇAR

Desapropriações no trevo da BR-101 entre Itajaí e Brusque já têm data para iniciar.

De acordo com nota da Prefeitura: O Município de Itajaí participou, em quarta-feira (09), de um encontro com representantes do Governo do Estado para alinhar detalhes da obra do trevo da BR-101 com a Rodovia Antonio Heil, um dos principais acessos à cidade. O projeto contemplará a construção de dois elevados, quatro alças de acesso e uma ponte na entrada de Itajaí. Com isso, não haverá mais cruzamento de veículos no mesmo nível e o trânsito terá fluidez, evitando congestionamentos e acidentes no local. No encontro, o Município de Itajaí se comprometeu em auxiliar o Estado, que é o responsável pela obra, nas demandas necessárias para que a execução inicie o mais breve possível. O projeto está na fase final de desapropriação das áreas que darão lugar ao novo trevo.

A IMPORTÂNCIA DA AÇÃO CIVIL PÚBLICA DO FORO METROPOLITANO

Convém lembrar que esta demanda é objeto de Ação Civil Pública promovida pela sociedade Veja aqui que foi um pedido do próprio poder público, veja aqui. Ficamos esperançosos que os mandatários da cidade de Itajaí cumpram com o que lhes é demandado: a administração da cidade.

A sociedade acompanhará todos os passos e, implementará tudo o que lhe estiver ao alcance para que essa obra seja entregue conforme foi prometida, pelo então governador João Raimundo Colombo.

SOBRE O FORO METROPOLITANO

A Associação Foro Metropolitano da Foz do Rio Itajaí Açu, para a execução do seu objeto social possui uma Missão, Visão e Valores, confira abaixo o que elegemos como prioridade em nossas ações:

  • Nossa missão: Representar a comunidade e a sociedade civil organizada defendendo os interesses regionais, promovendo assim ações para melhoria da qualidade de vida de todos e, com isso fortalecer a região junto ao Estado e ao País.
  • Nossa visão: sermos reconhecidos pela sociedade e pelo poder público como uma organização de defesa dos interesses coletivos, difusos e sociais da região;
  • Nossos valores: ética, transparência, independência, sentimento e espírito público, sentimento comunitário. 

Clique na palavra FORO para conhecer mais sobre o foro e seus conselheiros.

ANUNCIE NO ‘O JANELÃO’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *