Secretaria de Saúde recomenda fechamento do comércio não essencial por 14 dias em Chapecó

O município tem 298 pacientes com Covid-19 e é o segundo do Estado com o maior número de casos até o último domingo.

Foto: Chapecó/ Divulgação

O aumento do número de casos confirmados do novo coronavírus no Oeste de Santa Catarina levou a Secretaria de Estado da Saúde a recomendar medidas mais duras de isolamento social. Para Chapecó, a orientação foi para o fechamento do comércio não essencial por 14 dias. O município tem 298 pacientes com Covid-19 e é o segundo do Estado com o maior número de casos até o último domingo (10). Nesta segunda-feira (10), a expectativa é que a prefeitura tome uma decisão sobre as solicitações.

Além da recomendação de fechamento do comércio não essencial, a pasta também orienta o município a fechar os serviços públicos estaduais e municipais não essenciais pelo mesmo período. Também foi indicado a aferição de temperatura das pessoas que entram nos estabelecimentos que permanecem em funcionamento e intensificar a higienização de utensílios, superfícies e equipamentos, como elevadores, sanitários, interruptores, mesas, maçanetas e corrimãos. Além de disponibilizar álcool a 70% ou solução antisséptica similar para higienização de mãos nos estabelecimentos que permanecem em funcionamento.

A Prefeitura de Chapecó informou que o governo municipal tem se reunido frequentemente com a diretoria técnica do Hospital Regional do Oeste, médicos, profissionais de saúde, em linha com o Ministério de Saúde, com a agroindústria, e com o Estado.

Desde sábado (9), é obrigatório o uso obrigatório de máscaras de proteção facial para ajudar a barrar a transmissão do novo coronavírus e quem descumprir a regra poderá ser multado em R$ 216,64. A fiscalização será feita pela Guarda Municipal, com apoio da Polícia Militar.

O Governo do Estado também já havia recomendado a adoção de medidas semelhantes na região do Alto Uruguai. No entanto, as cidades do Oeste decidiram manter o comércio aberto com redução no número de funcionários.

NO ESTADO

Há 121 pacientes em leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) nas redes pública e privada em Santa Catarina, entre casos confirmados de infecção por coronavírus (63) e suspeitos (58). O Estado está com 498 leitos de UTI reservados para pessoas com Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS), com ocupação de 17,7%. Um total de 275 pacientes já teve alta da UTI para leitos de enfermaria desde o início da pandemia.

Por G1 SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *