Psicóloga paulista encontra a família biológica em Camboriú

Carolina Hoffmann, que foi adotada, ficou nove meses em busca da mãe e dos irmãos; caso virou notícia no DIARINHO.

Os irmãos Jean Carlos, Carolina e Jonas puderam se reunir

O dia 4 de setembro vai ficar marcado pra sempre na história da psicóloga Carolina Baca Hoffmann, de 45 anos, natural de Itajaí, que foi adotada e criada no interior de São Paulo. Depois de nove meses de procura, ela finalmente encontrou a família biológica que mora em Camboriú, conhecendo os dois irmãos, filhos da sua falecida mãe biológica, Célia Silva, além de muitos tios e primos. Agora a família promete não desatar mais os laços que o destino separou por quase quatro décadas.

O próximo encontro com os irmãos de Carolina, Jean Carlos da Silva, 43 anos, e Jonas Roberto da Silva, 39, já está marcado. Será no dia 31 de dezembro, data que marca o falecimento de Célia, e que passará a ter um novo significado para a família a partir de agora.

“Está sendo tudo maravilhoso, minha mãe biológica já faleceu, mas adorei conhecer meus dois irmãos. Inclusive nos falamos todos os dias. De quebra ganhei muitos tios e primos, uma família enorme. Agora vou em busca do meu pai biológico e de mais irmãos”, comemora.

A história da psicóloga começou a ser contada pelo DIARINHO em janeiro, quando ela procurou o jornal para dizer que estava à procura de suas origens.

“Através da reportagem em janeiro, muitas pessoas me ligaram achando que pudessem ter algum parentesco comigo. Em Itajaí e região a busca por parentes é muito grande. Espero que esse relato ajude a incentivar as pessoas a não desistirem. Que traga esperança para aqueles que passam por uma situação parecida”, destaca Carolina.

Matéria do  Diarinho

Foto: Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *