Promotoria pede afastamento da secretária de educação de Itajaí

Elisete teria mandado cargos comissionados para lotar a câmara de Vereadores em horário de expediente.

O Ministério Público pediu o afastamento da secretária de Educação de Itajaí, Elisete Furtado Cardoso. O pedido foi feito à justiça através de uma ação civil pública que acusa a secretária de improbidade administrativa.

O caso tem a ver com a votação das mudanças da forma de cálculo do IPTU em setembro do passado. Elisete teria convocado servidores que ocupam cargos comissionados ou funções gratificadas e os mandado lotar o plenário da Câmara de Vereadores, durante o horário de expediente.

O objetivo seria pressionar os vereadores e não deixar que o povão pudesse entrar na câmara para protestar contra o projeto que estava sendo voltado e iria aumentar o IPTU.

Através da assessoria da câmara, a secretária não quis comentar o caso.

Fonte: O Diarinho

Click para concorrer um colchão magnético e terapêutico Click Sono

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *