Professora de 28 anos cai de costão enquanto tirava foto e morre em Penha 

A professora Soliane Luiza morreu após cair de um costão na praia de Penha, SC. 

Uma mulher de 28 anos caiu de um costão rochoso enquanto tirava foto em uma praia de Penha, litoral norte de Santa Catarina. A professora Soliane Luiza despencou de uma altura de aproximadamente cinco metros, se afogou e chegou a ser resgatada com vida. Porém, morreu na orla quando iria ser transportada de helicóptero até um hospital.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o caso aconteceu na tarde do último domingo (17), na Ponta do Vigia, região rochosa localizada ao final da Praia Grande, um dos pontos turísticos de Penha. Os guarda-vidas civis fizeram o primeiro atendimento ainda em alto mar.

Com ajuda do helicóptero dos Bombeiros, foi feito o resgate. Mesmo com a proximidade com o costão e os fortes ventos, a aeronave conseguiu retirar a vítima utilizando um dispositivo chamado Sling, que é uma espécie de cadeira de alpinista conectada ao helicóptero, e a levou para a praia.

Já na areia, os socorristas constataram o nível 6 de afogamento, o mais grave de todos. Com ajuda de um dispositivo que realiza compressões torácicas de maneira automática, ainda foi detectada a volta dos batimentos cardíacos de Soliane por alguns minutos.

A professora foi conduzida, então, a uma ambulância para se deslocar até um campo de futebol próximo à praia, de onde seria transportada até o Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, município próximo. Porém, ao chegar no local da decolagem, ela sofreu nova parada cardiorrespiratória e morreu no local.

Soliane morava em Navegantes, cidade vizinha à Penha, e trabalhava em um Centro de Educação Infantil em Balneário Camboriú.

“Sol era uma professora exemplar, dedicada, carinhosa e muito amada por todos. Por onde passava, encantava com sua alegria e iluminava com sua luz. Sol deixará um pedacinho dela aqui com cada uma de nós da Família Paraíso Infantil Baby. Nossos corações estão partidos, mas o céu está em festas. Vai com Deus, nossa eterna Sol”, escreveu a escola.

Nas redes sociais, dezenas de familiares e amigos prestaram homenagens.

Reprodução/Facebook
Giorgio Guedin
Colaboração para o UOL, em Blumenau (SC).

JANELÃO
“Tenha fé, vai dar tudo certo. !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *