Por que os eliminadores de ar são perigosos para a saúde?

Você já ouviu falar em eliminadores de ar? São equipamentos produzidos por diferentes empresas, que prometem reduzir a conta de água dos moradores. Estes equipamentos supostamente eliminariam o ar que penetra na rede de abastecimento. O que você não sabe, porém, é que eles representam um perigo para a saúde.

 

O primeiro ponto a se destacar é que os eliminadores não têm eficácia comprovada, não possuem certificação de qualidade por qualquer órgão credenciado, nem pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Além disso, quando instalados em redes de abastecimento eles podem trazer riscos ao próprio sistema e à saúde de quem consome aquela água.

 

A presidente da Águas de Camboriú, Reginalva Mureb, explica que o dispositivo que supostamente eliminaria o ar tem um orifício, o que deixaria a rede da Águas de Camboriú aberta e exposta à eventual entrada de microorganismos, como bactérias causadoras de doenças.

 

O sistema de abastecimento de Camboriú já possui ventosas, que são dispositivos testados e homologados pelas autoridades. “A solução para eventual entrada de ar na rede, durante os serviços de manutenção, é coletiva. No mundo inteiro são instaladas ventosas em pontos estratégicos, de acordo com a boa técnica da engenharia. Não cabe solução individual”, explica.

 

Em Camboriú, os equipamentos instalados na rede de distribuição pela concessionária são testados e tecnicamente aprovados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *