Piora na crise hídrica pode forçar Bolsonaro a retornar com o horário de verão

O Ministério de Minas e Energia solicitou ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) um novo levantamento sobre a atual situação da escassez de água no Brasil, crise que vem se agravando a cada mês e que pode levar o país a sofrer apagões durante horários de pico ainda neste semestre.

Além de pesar no bolso dos brasileiros, o problema relacionado com a energia elétrica também tem preocupado outros setores da sociedade, que temem um declínio ainda maior desse cenário.

piora contínua no nível dos principais reservatórios que alimentam as usinas hidrelétricas pode fazer com que o governo federal avalie retornar com o horário de verão ainda neste ano, medida que foi suspensa no início do mandato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o atual problema referente a seca em todo o país “não tem data para acabar”, indicando que os brasileiros continuarão com as contas de energia elétrica na bandeira vermelha patamar 2, a mais cara do sistema e que equivale a um aumento de R$ 14,20 a cada 110 kWh.

Alburquerque comentou antes de partir 65ª Conferência-Geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), em Viena, que “Não há necessidade do horário de verão em 2021″, medida que contraria o que pede o setor elétrico, que reitera a necessidade do horário de verão para economia de energia elétrica.

Estudos realizados por várias instituições afirmam que adiantar o relógio em 1h pode colaborar para uma queda de 5% no consumo de energia no início da noite, número que embora pareça pouco pode contribuir para evitarmos apagões no mês de outubro.

Neste sentido, a contribuição do horário de verão é limitada, tendo em vista que, nos últimos anos, houve mudanças no hábito de consumo de energia da população, deslocando o maior consumo diário de energia para o período diurno. Assim, no momento, o MME não identificou que a aplicação do horário de verão traga benefícios para redução da demanda”

Bento Albuquerque
Ministro de Minas e Energia

Por enquanto ainda não sabemos quando os resultados da pesquisa solicitada ao ONS será divulgada, porém dependendo do resultado o ministro pode alterar seu parecer e incentivar o retorno do horário de verão no Brasil.

Você gostava do horário de verão? Quer que ele volte? Conta pra gente, comente!

Via: Tudo Celular

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *