Paraná tem mais sete mortes e ultrapassa 50 mil casos de dengue

Fora dos holofotes em meio a chegada do novo coronavírus, a dengue tem voltado a crescer e já soma 94 mil casos neste ano, de acordo com novos dados do Ministério da Saúde.

O total representa um aumento de 71% em relação ao mesmo período de 2019. O balanço considera os dados informados por secretarias de saúde até a quinta semana do ano.

“Com certeza, este ano será pior do que o ano passado, e os dados já mostram isso”, afirmou à reportagem o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson Oliveira.

Paraná já registra 37 mortos

O boletim semanal da dengue divulgado nesta terça-feira (10) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou mais sete mortes, sendo cinco em Maringá, e 8.211 casos da doença – agora são 52.652, crescimento de 18,5% em relação a semana passada, quando o estado entrou em estado de epidemia da doença. Com as novas mortes, já são 37 óbitos desde o fim de julho de 2019, quando começou o período epidemiológico. Com mais 18 municípios em epidemia, quase 1/3 das cidades do estado (124) está nessa condição. Se o ritmo de aumento de casos não cair em mais de 60% nos próximos dias, o Paraná deve ultrapassar o recorde histórico de casos de dengue na próxima semana: em 2015/16 foram 56,3 mil, com 61 mortes.

Por Brunno Brugnolo, especial para a Gazeta do Povo

Veja também

Passageiros de cruzeiros também não desembarcarão em Balneário Camboriú

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *