Paciente vestindo apenas uma fralda fugiu do Hospital Ruth Cardoso

Um homem foi internado no Hospital Ruth Cardoso, depois de tentar suicídio ao pular de uma laje de quatro metros de altura.

A vizinha que socorreu o homem contou para o jornalista Paulo Roberto Silva, que ele se jogou da laje da casa, que fica de frente para uma pracinha pública no bairro da Barra em Balneário Camboriú.

A mulher que internou o homem disse que ela passou a noite toda no hospital e não deixavam ela ver e nem saber o estado de saúde do homem, mas por volta das 5h30 da manhã foi pra casa buscar um café e avisar os familiares, quando veio um outro vizinho, dizendo que o homem, de nome Joares, estava vindo na beira da BR-101 de fralda e com os esparadrapos do hospital.

“Ele fugiu do Hospital, nós não podemos entrar, pois ficam dois seguranças na porta, e como um paciente foge sem ninguém ver, apenas de fralda?” disse a mulher.

A secretaria de saúde de Balneário Camboriú se pronunciou 

A Secretária de Saúde de Balneário Camboriú Andressa Haddad disse que irá apurar o caso e se constatado falhas irá responsabilizar quem falhou na segurança do paciente. Por outro lado a secretária disse que esse paciente é conhecido, e sofre de surto psicótico e já teria tentado tirar a vida em outras oportunidades e nunca quer ficar no hospital.

“Nessa noite o pronto socorro e a ala de observação onde ele ficou, estava bem agitada. O paciente aguardava encaminhamento para o IPQ, por internação compulsória” disse Haddad.

Internação compulsória é a prática de utilizar meios ou formas legais, como parte de uma lei de saúde mental, para internar uma pessoa em um hospital mental ou asilo psiquiátrico.

A secretária ficou sabendo do caso, após contato de nosso jornal, imediatamente solicitou que uma equipe da saúde do município fosse atrás do paciente, na tentativa de localiza-lo e dar sequência no processo de encaminhamento a um IPQ – Unidade de Internação de Dependência Química.

 

..

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Informações sobre o atendimento pelo número: 188

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *