Operação em sucatas: três pessoas irão responder por receptação de fios de energia furtados da Celesc 

Polícia Militar, Civil, guarda Municipal, Vigilância Sanitária, Celesc e empresas de telefonia fizeram uma visita surpresa nos locais que compram sucatas, para coibir a receptação de fios de cobre e alumínio furtados na região.

Equipes da operação denominada de Perdere, fiscalizam 15 ferros-velhos da cidade nesta quarta-feira (07).
Os locais foram apontados como suspeitos de receptarem fios de cobre furtados.

Em três locais foram encontrados materiais furtados e três pessoas foram levadas à delegacia pelo crime de receptação.

Uma das batidas foi em um ferro-velho no Brilhante, onde foram apreendidos 83 quilos de cabos da Celesc e mais de 20 quilos de telefone. Outro alvo foi em uma loja de sucata na rua São Vicente, no Bambuzal.

A gerência Regional da Celesc tem um levantamento mostrando que só em 2021 foram 400 furtos de fios. A tentativa de furto mais grave, que deixou um prejuízo milionário à Celesc, ocorreu na rodovia Osvaldo Reis, na noite da última sexta-feira (02).

A ação culminou com um curto-circuito e um incêndio no transformador da subestação da Praia Brava, em Itajaí.
O prejuízo foi superior a R$ 3 milhões. Somente o equipamento queimado custava R$ 2,5 milhões.

Por PAULO ROBERTO SILVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *