Operação da PF contra ‘Banco Central do Crime’ teve ações em Camboriú e Itajaí

A operação J029, da Polícia Federal de Porto Alegre/RS, foi realizada na manhã desta quinta-feira (7), mirando uma organização criminosa especializada na fabricação, comércio e distribuição de cédulas falsas, além da lavagem de dinheiro. Houve prisões e apreensões no RS e também em Santa Catarina – em Itajaí, Camboriú e Tijucas.

(Divulgação/PF)

Segundo a PF, policiais federais cumpriram seis mandados de prisão e 18 de busca nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Também foram apreendidos veículos e o bloqueadas contas bancárias dos suspeitos. Em SC, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão [em Tijucas, Camboriú e Itajaí], sendo que em Camboriú também foi cumprido um mandado de prisão preventiva.

Através de investigação, a polícia conseguiu apurar que a quadrilha atua desde 2012. Nesse período, foram apreendidas 75 mil cédulas produzidas pelo grupo, totalizando R$ 6,7 milhões falsos que eram colocados em circulação. Nos últimos anos, o grupo comprava mercadorias, principalmente eletrônicos, em plataformas de negociação de produtos usados, para repassar o dinheiro falso.

O líder da organização estava foragido desde 2016 e foi preso no final de julho pela Polícia Federal. Ele já havia sido condenado pelo mesmo crime, após ser preso e indiciado pela PF. Ele é considerado um dos principais falsificadores de moeda do Brasil.

Fonte: PF

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *