Mulher trans assedia motorista de aplicativo em Itapema e se dá mal

No início da tarde desta terça-feira (10) um caso inusitado chamou a atenção em Itapema. 
Eduardo M. 34 anos, motorista de Uber estava trabalhando quando recebeu um chamado para ir até a Meia Praia onde faria o transporte uma senhorita até o centro de Itapema. No local a moça entrou no carro e logo que saíram ela passou a conversar com o motorista, além de conversar começou a se oferecer para pagar a corrida com carinhos, beijos e tentou mostrar os seios ao motorista.

ASSÉDIO SEXUAL 

ASSÉDIO SEXUAL. O crime de assédio sexual está previsto no Código Penal (art. 216-A, CP, com pena de 1 a 2 anos).
Após ser assediado, Eduardo parou o carro, disse que era casado e pediu para a moça descesse, pois estava trabalhando, e que o que ela estava fazendo era crime de assédio sexual.

Mesmo assim a moça que foi identificada como sendo Natiele S. 30 anos insistiu em convidar Eduardo para ir a um motel. Neste momento uma viatura da Polícia estava passando e Eduardo pediu ajuda e comunicou acontecido.
As partes foram encaminhadas para os procedimentos cabíveis.
Crédito: Repórter Paulo Roberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *