Morre Sandra Pereira uma das vítimas do acidente da moto que foi arrastada por 33 km na BR-101 em SC 

A morte foi confirmada de forma oficial pela família agora a pouco. Havia muita especulação, mas infelizmente, essa notícia é oficial. 18h30min. 

Morre Sandra Aparecida Pereira ( 47 anos) à Camboriuense que era passageira da motocicleta que se envolveu no acidente impressionante que ganhou repercussão nacional neste sábado (6/7), após o caminhoneiro gaúcho de 36 anos arrastar a moto custom do marido Anderson Pereira, por 33 quilômetros pela BR-101 no litoral norte catarinense.

Enquanto a moto ficou presa no para-choque dianteiro da carreta no km 106 da rodovia em Penha-SC, o marido de Sandra ficou agarrado na gabine da carreta, tendo que lutar pra não cair e ainda se desvinculado dos socos do caminhoneiro que só parou no km 139 em Balneário Camboriú, quando foi cercado e obrigado a parar.

SANDRA FOI ARRASTADA POR CERCA DE 500 METROS ANTES DE CAIR EM PENHA

Sandra teve lesões graves, e após a batida foi arrastada por 500 metros antes de cair na rodovia. No hospital Marieta Konder em Itajaí, onde foi internada chegou a ser submetida a cirurgia, mas infelizmente não resistiu e agora a pouco foi decretado a morte da mulher.

SITUAÇÃO DO CAMINHONEIRO

O caminhoneiro gaúcho, de 36 anos, foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Balneário Camboriú, onde vai responder pelos crimes de fugir do local do acidente sem prestar socorros às vítimas e de dirigir com a capacidade psicomotora alterada.

O teste de bafômetro deu resultado negativo. No entanto, ele exibia visíveis alterações da capacidade psicomotora causado por alguma substância entorpecente.

“Ele teria confessado que usou rebite e que estava à mais de 28h sem dormir.”

publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *