Moradores reclamam de terreno baldio no Conde Vila Verde

Acúmulo de lixo, mato muito alto, animais peçonhentos, ratos, mosquitos, medo da dengue e insegurança, são problemas encontrados em alguns terrenos baldios de Camboriú, como esse da rua Monte Pamir no Conde Vila Verde.

Veja as dicas de como proceder e de quem é a responsabilidade de manter os terrenos limpos.

Terrenos vazios pode ser um problema para muita gente, mas note que usei a expressão “pode ser”, isto porque nem todos os terrenos vazios apresentam irregularidades ou algum tipo de problema para as pessoas que moram perto. O problema é maior quando o terreno é baldio. A palavra baldio indica algo que não é usado ou cuidado como deveria ser.

Moradores da Monte Pamir pedem ajuda, pois, várias cobras já forma capturadas nesse local. O estado de abandono do terreno contribui com a proliferação de outras doenças como por exemplo a dengue.

EM CIDADE QUE AS LEIS SÃO APLICADAS, OS PROPRIETÁRIOS DE TERRENOS COMO ESSE SÃO MULTADOS, AQUI EM CAMBORIÚ É DIFERENTE

Geralmente em outras cidades, e. situações com essa, os proprietários desses terrenos baldios são notificados e muitos deles até sendo multados. Mas por aqui a coisa é bem diferente, não se tem notícia da aplicação da lei municipal e da limpeza do terreno.

Problemas

Terreno baldio é sinônimo de problemas, a própria população joga lixo que favorece o surgimento de mais problemas.

Os principais problemas que podem ser encontrados em terrenos baldio são:

Acúmulo de lixo. Muitos terrenos acabam virando depósito de lixo, o que é um absurdo em termos higiênico e sanitários. Embora esta seja uma prática que não deve ser feita em hipótese alguma, sabemos que muitas pessoas ainda utilizam terrenos baldios para descartar lixo, isso talvez aconteça com mais frequência nas zonas periféricas das cidades. O acúmulo de lixo nesses locais de fato traz muito problemas, isto porque o lixo deve ser descartado no local adequado e com certeza terrenos vazios, não são esses locais.

Mato alto. O mato alto é outro problema comum, especialmente no período do verão onde as muitas chuvas contribuem para o crescimento das plantas e ervas daninha. Não bastasse isso, o mato alto torna-se fonte de criadores de insetos, como pernilongos, aranhas e outros animais peçonhentos que podem trazer risco a saúde da população. O mato alto torna-se de fato no esconderijo e abrigo para muitas espécies que encontram ali o habitat perfeito para se reproduzirem e com isso leva o problema a toda a vizinhança.

Uso coletivo para fins indevido. Não são incomuns as pessoas usarem terrenos baldios para consumo de drogas, prática sexual e outras atividades indevidas.

Animais peçonhentos. Com a sujeira, mato alto e a falta de higiene é comum aparecerem os animais peçonhentos, moscas e outros tipos de animais que podem transmitir doenças como o mosquito da dengue (se houver objetos para acúmulo de água), entre outros.

Providências, de quem cobrar?

A responsabilidade pela manutenção e conservação de terrenos é exclusiva do proprietário, que deve prover o fechamento do terreno com muro e cuidar da limpeza interna dele. Quando este não exerce sua responsabilidade, o melhor caminho é notificar a prefeitura que tomará as ações cabíveis no sentido de multar e obrigar o proprietário a cuidar do terreno.

Você também devem exigir, que os vereadores eleitos intercedam por você junto ao poder público. Pelo menos tentam fazer isso.

“Em Camboriú, as coisas não são bem assim, por mais duro que seja a realidade, a limpeza desses tipo de terrenos, depende de ato político administrativo. Por esse motivo, irremos continuar por muito tempo convivendo com situações como essa da rua Monte Pamir.”

DIRETO AO PONTO / ISSO É CAMBORIÚ

JANELÃO
“Tenha fé, vai dar tudo certo. só que vai demorar um pouco.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *