Leitos de UTI para Covid-19 em hospitais participares custa caro e vira drama para muitas famílias

Até a tarde desta última terça-feira (9), nossa região da Foz do Itajaí, tinha 7 pacientes, aguardando numa fila de espera, uma vaga de UTI para Covid-19.

Moradores ainda aguardam uma vaga. Ontem mesmo um morador de Camboriú, conseguiu a transferência para o Hospital Marieta de Itajaí.

Devido a lotação dos hospitais da região, não há leitos disponíveis na rede pública e muitos pacientes estão tendo que procurar hospitais particulares, mas isso custa caro.

Além do custo da internação, existe o custo da medicação, oxigênio, etc.

Nossa redação fez contato com a Secretaria de Saúde de Camboriú, Elisama Freitas, para entender como funciona a questão de intenção, já que quase 500 catarinenses, lutam pelo direito de ter uma vaga de UTI para Covid, para tentar se salvar.

Elisama disse que a partir do momento que o paciente entra num hospital particular ele sai de lá solicitando vaga de leitos UTI SUS.

“Ele entra na mesma fila que todos os outros.A pior notícia, é que não temos poder para transferi-lo. A vaga é solicitada via SIS REG, a regulação estadual.” desse Elisama

Elisama disse, que mais de um paciente de Camboriú nesta situação, que está na Unimed internado e os custos ficaram muito alto e solicitaram ao sistema do transferência pelo SUS.

A Unimed sempre que uma família alega não tem condições de custear o tratamento, coloca o paciente numa fila de espera, mas isso depende do estado, e o estamos vendo que esse pouco faz.

Se você está passado por algo parecido faça contato com nossa redação.

Reportagem O Janelão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *