Jovem é suspeito de matar a mãe com golpe de cadeira em Criciúma

O crime teria ocorrido na madrugada desta sexta-feira (16) após uma discussão dentro de casa.

Um jovem de 20 anos é suspeito de assassinar a própria mãe de 45 anos dentro de casa na madrugada desta sexta-feira (16) em Criciúma. Ele teria acertado uma cadeira na cabeça da vítima. Os nomes não foram revelados. O filho acabou detido por policiais militares nas proximidades do local e teria assumido a agressão contra a mãe. A vítima chegou a ser internada no Hospital São José, mas teve três paradas cardíacas e acabou morrendo no início da manhã.

Segundo relato da Polícia Militar, vizinhos acionaram uma guarnição às 00h12min para atendimento de ocorrência envolvendo violência doméstica na Rua da Inconfidência, bairro Próspera. A informação inicial era que o jovem estava embriagado e quebrava os objetos dentro de casa, tendo atingido a mãe com uma cadeira.

Ao chegarem no local, os policiais encontram a vítima desacordada e em parada cardíaca. Ela foi encaminhada para o Hospital São José pelo Samu inconsciente, porém em estado de saúde estável.

Os policiais militares saíram em buscas do suspeito e encontraram o filho da vítima sentado em uma calçada a 200 metros da casa. Ao indagá-lo sobre o ocorrido, teria confessado a agressão à mãe com um golpe de cadeira na cabeça após uma discussão. Segundo a PM, o pai do suspeito teria presenciado parte da briga.

A PM revelou que, durante a prisão, o jovem demonstrou menosprezo e deboche sobre o fato de quase ter matado a própria mãe, afirmando ainda que se fosse mantido preso, ao ser libertado, seu pai sofreria algum tipo de consequência. Os policiais militares então deram voz de prisão e conduziram o agressor à Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami).

A Polícia Civil aguarda laudo pericial para confirmar a causa da morte.

​Leia as últimas notícias do NSC Total

Publicidade

nsctotal@somosnsc.com.br

Jovem teria quebrado vários objetos dentro de casa(Foto: Divulgação/ PM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *