Investimentos em tecnologia ampliam monitoramento do sistema de distribuição de água em Penha

A Águas de Penha acaba de investir na adequação do supervisório de 11 boosters (bombas na rede de distribuição de água) do Centro de Controle Operacional (CCO) da concessionária. O investimento ampliará o monitoramento de todo o sistema de distribuição de água da cidade, beneficiando a população de forma geral. Esses pontos captam os dados e os transmitem ao CCO. As informações são processadas por softwares especializados, permitindo que os técnicos tenham um acompanhamento, em tempo real, de funções como vazão, pressão, reservação e distribuição de água em toda a cidade, agilizando as tomadas de decisões e as ações.

Na prática, a empresa ampliou a visualização e a quantidade de informações disponíveis, exibindo o sistema de abastecimento de água de forma ainda mais detalhada. Conforme Maraísa Mendoça Oliveira, responsável pelo CCO de Penha, a readequação no supervisório trouxe diferentes benefícios, como os novos pontos de comunicação dos boosters e melhoria na visualização de pontos de pressão, por exemplo.

“No Centro de Controle Operacional nós temos a visualização e controle sobre todo o sistema de abastecimento de água”, explica. “Através deste controle podemos efetuar diversas ações de forma remota, como aumentar ou diminuir a pressão na rede através do acionamento de bombas, identificar a possibilidade de vazamentos ou alguma inconsistência no sistema”.

Saiba mais sobre o CCO

Oito grandes telas, computadores, dezenas de gráficos, centenas de informações: é desta forma que funciona o ambiente do Centro de Controle Operacional (CCO). O departamento tem acesso, entre outros dados, a informações precisas das variações de pressão e vazão de todo o sistema de abastecimento de água em Penha. A gestão destas informações dá segurança operacional ao abastecimento e permite identificar, de forma remota, qualquer alteração no sistema, o que torna o trabalho no campo mais rápido e eficiente.

O CCO funciona 24 horas, sete dias por semana, como o “cérebro” da concessionária. Com equipamentos de alta tecnologia, consegue controlar toda a produção distribuição de água no município. Variações na pressão e vazão podem indicar, por exemplo, a existência de um grande vazamento. As equipes de campo então realizam o trabalho já com uma região determinada, reduzindo o tempo de ação e os impactos para a comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *