Homem tenta matar ex e mais quatro pessoas colocando fogo em casa, em Pinhalzinho

Aos policiais, uma das vítimas relatou que havia anunciado o fim do relacionamento e foi vítima de violência doméstica. 

A Polícia Militar (PM) de Pinhalzinho, no Oeste de Santa Catarina, foi acionada na noite de terça-feira (4) para atender duas ocorrências de violência doméstica na mesma casa.

Na segunda vez em que os policiais estiveram no local foi preciso auxiliar na retirada das vítimas por conta de um incêndio que, segundo a PM, foi ocasionada pelo agressor que ateou fogo com as vítimas dentro.

Casa foi consumida pelo fogo durante ocorrência policial – Foto: PM/Divulgação

A ocorrência iniciou por volta das 23h, quando a vítima, uma mulher de 37 anos, relatou ter sido agredida com uma barra de ferro pelo companheiro, que fugiu do local. Um boletim de ocorrência foi registrado e buscas pelo autor foram iniciadas, mas ele não foi localizado.

Leia mais

Já por volta das 23h30 novamente a PM foi acionada mas, dessa vez, dando conta de que o homem teria ateado fogo na residência. Três mulheres e uma criança permaneciam no segundo andar do imóvel e não teriam deixado o local por medo que o agressor estivesse do lado de fora.

Os policiais rapidamente abriram a porta e conseguiram resgatar as vítimas. Em seguida, com uma mangueira de jardim, os policiais controlaram o incêndio até a chegada dos bombeiros.

PM e Bombeiros de Pinhalzinho auxiliaram as vítimas e no combate as chamas – Foto: PM/Divulgação

Moradores da residência

A casa que pegou fogo era de madeira, de dois andares, habitada por duas famílias. A vítima que sofreu as agressões morava no térreo. Aos policiais, a vítima teria relatado que a motivação seria o anúncio de rompimento do relacionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *