Hoje é Dia Internacional da Mulher 

Igualdade de direitos, combate à violência doméstica e discussão sobre relações profissionais são temas importantes o ano inteiro. No entanto, o Dia Internacional da Mulher (8 de março, nesta segunda-feira) é a oportunidade para acentuar e amplificar os debates relacionados ao tema no mundo todo.

Conheça um pouca essa mulher incrível chamada Malala Yousafzai

Malala não é apenas uma ativista em prol da educação de meninas em todo mundo, ela é a mais jovem ganhadora do prêmio Nobel da Paz e uma sobrevivente. Nascida e criada na região do Vale do Swat, no Paquistão, Malala foi vítima de um atentado que quase tirou a sua vida.

Aquela região vivia e ainda vive sob o domínio do Talibã, grupo islâmico radical. Entre tantas coisas, o Talibã proibiu que meninas fossem à escola e tivessem uma educação formal. Esse foi o estopim para que Malala escrevesse um artigo para a BBC sobre como era viver naquele regime e lutar todos os dias para estudar, mesmo escondida.

Em 2012, enquanto voltada para casa em um ônibus escolar com um grupo de meninas, o veículo foi atacado por um membro do Talibã. Malala foi atingida com um tiro na cabeça e passou meses internada na Inglaterra.

Hoje, aos 21 anos, a jovem paquistanesa sonha em voltar ao seu país natal e segue militando pela causa de outras tantas meninas que ainda são proibidas de estudar. A jovem também investe em projetos sociais e educacionais pelo mundo, principalmente no Oriente Médio.

Fontes: Agência Brasil – Brasília e Tribuna de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *