Grávida pode ter perdido filho por negligência no atendimento do Hospital Marieta

Comerciante diz que esposa perdeu filho por negligência no hospital Marieta

Hospital nega negligência e diz que atendimento foi dentro dos padrões.

Um comerciante do bairro São Vicente, em Itajaí, denuncia que a esposa, grávida de poucas semanas, perdeu a criança pela negligência no atendimento de emergência do setor de obstetrícia do hospital Marieta Konder Bornhausen.

Segundo o comerciante, mesmo com sangramento vaginal, a esposa foi mandada pra casa porque não teria levado um documento para o atendimento. Ela ainda recebeu um atestado, onde dizia que estava sob risco de um aborto. O atestado, diz o comerciante, foi assassinado por uma médica, mas constava como sendo de um médico.

O hospital diz que a paciente recebeu todos os atendimentos devidos e que é normal que o responsável pelo plantão médico assine o atestado e não necessariamente quem atendeu o paciente.

Créditos: O Diarinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *