Governador Carlos Moisés passa por momento complicado

A Vida do Governador do estado de Santa Catarina, não tem sido nada fácil, primeiro uma denúncia de gasto de 7,6 Milhões na Ponte Hercílio Luz.

O Ministério Público de Santa Catarina instaurou inquérito civil para investigar a contratação de serviço para obra de iluminação decorativa da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, em meio à pandemia de coronavírus.

Logo após veio a denúncia do Hospital de Campanha em Itajaí. A licitação para a construção de um hospital de campanha em Itajaí pelo Governo do Estado foi um dos principais questionamentos feitos, a unidade para atender pacientes de Covid-19 custaria R$ 76 milhões, a Justiça de SC suspendeu licitação do hospital de campanha.

E no momento o assunto é, Santa Catarina, aceita proposta forjada e paga antecipado 33 Milhões na compra de respiradores Fantasmas. O Ministério Público já encaminhou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC) uma solicitação pela suspensão imediata do processo e deve apurar as irregularidades.

A Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) oficializou no dia de ontem quarta-feira (29), em sessão virtual extraordinária, a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar a denúncia relacionada à aquisição de respiradores para o combate ao novo coronavírus.

Via Itajaí Extra notícias.

Veja também:

Coronavírus: Dispensa de licitação de R$ 2,5 milhões para publicidade viraliza em SC
Deputado propõe “CPI da Balada” para apurar gastos de Moisés na Casa d’Agronômica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *