Geofonamento ajuda a evitar perdas de água em Camboriú

Um trabalho milimétrico realizado pela equipe da Águas de Camboriú tem contribuído para identificar e minimizar perdas de água no sistema de abastecimento da cidade. O serviço de geofonamento auxilia na identificação de vazamentos não visíveis, ou seja, que não afloram no solo. O objetivo da concessionária é identificar ruídos através de um sensor que fica apoiado no chão e, com o amplificador em mãos, transforma-se em intensidade. Se houver vazamento, quanto maior a intensidade, mais próximo ele pode estar.

 

Segundo o coordenador de operações da Águas de Camboriú, Arthur May, as perdas de água representam um impacto não só ao financeiro da empresa, mas também ao meio ambiente e à qualidade do serviço. “Quando diminuímos estas perdas, reduzimos também o impacto de extrair menos do rio, conseguimos atender melhor o cliente e baixamos custos com produção”, explica.

 

O trabalho é realizado sempre de madrugada, depois da meia-noite. Como o equipamento amplifica ruídos no subsolo, todo barulho pode causar interferências, sobretudo os veículos que passam na rua. À noite, as atividades urbanas (som, esgoto, pessoas conversando, fábricas) diminuem, facilitando a escuta.

 

O fone de ouvido auxilia o operador a identificar o ruído característico que a água emite ao vazar por orifícios na tubulação. “O equipamento contribui também na eficácia do reparo, pois a intervenção na pavimentação ocorre o mais próximo do vazamento, diminuindo transtornos à população”, explica Arthur.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *