Fronza o novo prefeito de Navegantes anuncia o fim do Navegay

Um dos maiores blocos de sujos do país, o tradicional Navegay, de Navegantes, não vai sair às ruas, segundo anunciou o novo prefeito eleito da cidade. A mudança no carnaval de Navegantes foi uma promessa de campanha do prefeito eleito Liba Fronza (DEM). O futuro do Navegay será discutido por Liba a partir do dia 1º de dezembro, quando começa o governo de transição para a próxima gestão do município.

“O Navegay, no modelo como era feito até este ano, não será mais promovido durante a gestão de Liba e Wancarlos”,

afirmou. Em nota, o prefeito eleito destacou que a reestruturação do Carnaval terá foco no protagonismo das pessoas e artistas da cidade, valorizando a cultura local.

Liba ressaltou que, independentemente das mudanças, a realização da festa de Carnaval em 2021 ainda não está confirmada por conta da pandemia, dependendo de análises.

“O objetivo é fortalecer o turismo da cidade e oferecer segurança sanitária para a população e para as pessoas que visitam Navegantes”, completou a nota.

O anúncio do fim do Navegay na folia navegantina estaria ligado ao alto custo do evento para a prefeitura, além da mobilização de agentes de saúde, trânsito e segurança pra atender a demanda de público. Todos os anos o bloco atrai cerca de cem mil pessoas à cidade. Na última edição, a estimativa foi de 120 mil foliões, incluindo turistas de diversos estados.

Bloco tem 42 anos

A passagem do bloco é a principal atração da programação do Carnaval de Navegantes. O bloco tem 42 anos, com a primeira edição em 1978. O grupo foi fundado por oito pessoas da família Souza, do bairro São Domingos. Eles resolveram se vestir de mulher e sair nas ruas pra brincar numa segunda-feira de carnaval.

O grupo nasceu com o nome de Banho da Dorotéia e depois passou a ser chamado de Bloco da Dorotéia. Em 1980, o bloco ganhou mais integrantes, incluindo membros da escola de samba Unidos de São Domingos, fundada no mesmo ano.

Foi nessa época que o grupo passou a se chamar Naveguei, no sentido de navegar. Os foliões chegavam a fazer a travessia de ferry e o desfile se estendia nas ruas de Itajaí. Com o passar dos anos, o bloco ganhou também a adesão das mulheres e ficou conhecido como Navegay, em referência à fantasia dos participantes, homem vestido de mulher e mulher vestida de homem, conquistando adeptos de outras cidades da região e de outros estados.

#avozdopovo #janelao Via Diarinho 

JANELÃO
“Tenha fé, vai dar tudo certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *