Família Novick recebe laudo sobre brutal assassinato de Rosângela no Conde Vila Verde

Vítima Rosângela Novick, 38 anos, foi morta com tiros e facadas em Camboriú e teve o rosto desfigurado; família suspeita de homofobia. 

A Polícia Civil de Camboriú recebeu na tarde de quarta-feira (6) o laudo pericial sobre a mulher brutalmente assassinada em um ponto de ônibus em Camboriú. No entanto, o delegado responsável pelo caso disse que não divulgará os detalhes do laudo enquanto as investigações não forem concluídas. O que a polícia confirmou foi que Rosângela Novick, de 38 anos, foi morta com tiros e facadas.

O crime ocorreu no sábado (1º) à noite e a brutalidade foi tanta que a vítima ficou com o rosto completamente desfigurado. A família acredita que o assassinato tenha sido motivado por homofobia.

Segundo amigos e familiares, a vítima não tinha endereço fixo. Ela passava algum tempo na casa da mãe, outros tempos na casa do irmão ou da namorada. Nos últimos meses, Rosângela trabalhava com reciclagem. De acordo com a Polícia Militar, a vítima tinha passagens policiais por abandono de lar, calúnia e danos simples.

Até o momento, ninguém foi preso.

RicTV REDAÇÃO ND

publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *