Estação de Tratamento de Água será inaugurada nesta terça-feira em Penha

A concessionária Águas de Penha inaugura nesta terça-feira, 1º de dezembro, a Estação de Tratamento de Água de Penha (ETA), dando mais segurança hídrica ao município e ampliando a oferta de água tratada durante a temporada de verão.

O investimento de R$ 9 milhões eleva a capacidade de produção de água na cidade, impactando de maneira positiva na vida de moradores e visitantes.

Construída no bairro Santa Lídia, a ETA tem capacidade para tratar 70 litros por segundo e é uma alternativa para ampliar o fornecimento de água nos períodos de alto consumo, sem dispensar o volume recebido do rio Piçarras. A inauguração será em um evento 100% online, com início às 19h, no canal da concessionária no Youtube e respeitando protocolos sanitários recomendados pelos órgãos de saúde.

Além da ETA, a concessionária também construiu uma adutora de 5 quilômetros de extensão ligando a estação de tratamento ao reservatório do Mariscal, entregue pela Águas de Penha em 2019. De construção metálica, a estação contará com floculadores mecânicos, decantadores de alta taxa e filtros de areia e antracito (carvão mineral). Gabriel Buim, diretor executivo da Águas de Penha, explica que de 1º a 20 de dezembro serão realizados todos os testes de condicionamento da estação para que entre em operação no dia 25 deste mês.

Reginalva Mureb, presidente da Águas de Penha, explica que o valor investido refletirá diretamente na qualidade de vida, no desenvolvimento econômico e no bem-estar da população.

“Contamos com uma equipe com expertise em saneamento e construímos uma Estação de Tratamento de Água em tempo recorde. Mesmo não prevista no contrato de concessão, esta ETA está sendo entregue com o objetivo de amenizar riscos de precariedade de abastecimento na temporada. Estamos comprometidos com a população de Penha e fomos buscar, através do nosso corpo de engenheiros, uma solução capaz de atender a comunidade já nesta temporada, apoiando hotéis, pousadas e restaurantes na retomada da economia”, enfatiza Reginalva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *