Embarcação tem pane no motor, fica à deriva e é resgatada em Penha

Uma embarcação de pequeno porte adquirida em Itajaí ficou à deriva no litoral da região durante à viagem dos tripulantes – pai e filho – de volta para o Paraná na sexta-feira. Ainda de manhã, o barco Gabriel CB teve uma pane no motor em área que seria perto das ilhas na costa de Barra do Sul. Ele foi localizado só no fim da tarde, a 22 milhas da costa, por uma embarcação baleeira que rebocou o barco até a praia da Armação, em Penha. 

As buscas pelos tripulantes mobilizaram os bombeiros e marinha desde às 10h de sexta-feira, quando as guarnições foram chamadas via central de Emergências do Paraná. Na embarcação estavam T.S., de 47 anos, e J. G., de 65. Um dos tripulantes fez contato com a esposa por telefone,t passando a localização e informando que ficaram à deriva. Depois, a mulher informou a situação às autoridades paranaenses.

O quartel dos bombeiros militar de Balneário Piçarras recebeu o chamado com as coordenadas geográficas da tripulação. A corporação notificou a marinha e pediu apoio ao helicóptero Água, da polícia Militar, em Joinville, pra confirmar a localização da embarcação. O voo acabou não sendo feito devido às limitações da aeronave pra buscas marítimas e às condições do tempo.

As buscas foram iniciadas pelo mar com equipes dos bombeiros de São Francisco do Sul na área das coordenadas indicadas inicialmente, na costa de Barra do Sul, perto das ilhas Araras e Tipitinga. Durante a procura, a equipe conseguiu contato com a tripulação à deriva. Os socorristas trocaram mensagens via WhatsApp mas não conseguiram confirmar a localização exata das vítimas. O barco não foi localizado na região indicada e as buscas foram encerradas ao anoitecer de sexta-feira.

Já perto das 21h, os bombeiros foram avisados pela marinha que a embarcação foi achada na região da ponta da Armação, em Penha, a cerca de 35 quilômetros da costa. Segundo os bombeiros, o barco foi avistado às 17h30 por uma embarcação baleeira particular e rebocado até a praia da Armação.

Conforme informações levantadas pelas guarnições, os tripulantes tinham saído de Itajaí, onde adquiram a embarcação, por volta das cinco horas  da madrugada rumo ao Paraná. Durante o trajeto, eles tiveram um problema no motor e ficaram à deriva. A tripulação conseguiu manter contato via celular até o final da manhã, mas depois ficou sem bateria. Então, os tripulantes lançaram âncora e ficaram aguardando o resgate.

Por G1 – Essas são informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *