Do comunismo ao negacionismo: quem é Osmar Terra?

Após fazer duras críticas ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o presidente Jair Bolsonaro almoçou nesta segunda-feira (6/4), no Palácio do Planalto, com o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), ex-ministro da Cidadania, cargo que ocupou até o início deste ano estava sendo cogitado para o cargo de Ministro da saúde.

Quem é Osmar Terra ?

Osmar Gasparini Terra é um médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e político brasileiro, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro. Exerce o sexto mandato de deputado federal pelo Rio Grande do Sul, estando atualmente licenciado do cargo.

Histórico

Apresentado o contexto que explica a possível substituição no Ministério da Saúde, vamos lembrar, afinal, quem é Osmar Terra. Negacionista convicto, não é de hoje que Osmar Terra, filiado ao MDB gaúcho há mais de três décadas, protagoniza polêmicas em seu currículo.

A começar pelo passado comunista, dos tempos em que transitava pelos corredores da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde cursou medicina. No auge dos anos 1970, Terra era chamado pelos amigos de ‘Chinelão’ graças ao singelo costume de usar sandálias franciscanas. Do movimento estudantil para os dias de militância no PCdo B foi apenas um pulo. Namorou Mônica Tolipan, ninguém menos que a presidente do DCE da PUC do Rio, ativista atuante que se tornou alvo da ditadura.

Alvo da ditadura

Ironicamente, Mônica foi torturada por aquele que, décadas mais tarde, se tornaria herói dos bolsonaristas: Carlos Alberto Brilhante Ustra, chefe do Destacamento de Operações e Informações do Exército – Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi).

Tempos depois, Mônica e Terra embarcariam em um ônibus com destino a Buenos Aires onde passaram a viver com outros companheiros brasileiros na capital argentina.

“Terra tinha muito medo de ser preso. Agora ele não gosta que fale essas coisas, mas era comunista. Se não me engano, fugiu no dia da formatura e só pegou o diploma muito depois”.

Mandetta fica

Segundo informações foi o vice-presidente Mourão que bancou e garantiu a permancia do atual ministro, que nas últimas semanas, tem ganhado apoiadores nos Três Poderes, elevado sua popularidade e inspirando elogios, pela abordagem técnica no combate à pandemia de novo coronavírus, pautada pelas orientações da Organização Mundial da Saúde. No fim de semana, ele apareceu em lives de cantores sertanejos, como Jorge e Matheus, pedindo para as pessoas ficarem em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *