DIC prede cinco por envolvimento em homicídio de criminoso rival ocorrido no ano passado no Centro de BC

POLÍCIA CIVIL ENCERRA INQUÉRITO POLICIAL RELACIONADO AO HOMICÍDIO DE ANDERSON DOS SANTOS COELHO.

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú/SC, encerrou o inquérito policial que apurava 02 (dois) eventos criminosos cometidos contra a vítima ANDERSON DOS SANTOS COELHO, conhecido por FLORIPA e integrante de uma organização criminosa.

No dia 22/02/2020 (sábado de Carnaval), em frente a uma conveniência localizada na Avenida dos Estados, no Bairro das Nações, em Balneário Camboriú/SC, FLORIPA foi alvejado com 13 (treze) disparos de pistola calibre 9mm, efetuados por 02 (dois) executores, os quais fugiram em um veículo com a ajuda de um terceiro elemento e, em seguida, todos foram para a Praça Almirante Tamandaré festejar o Carnaval.

Levando em consideração que FLORIPA não veio a óbito no primeiro atentado, ele foi encaminhado para o hospital Ruth Cardoso. Contudo, em 02/03/2020, dentro da UTI do hospital, FLORIPA foi alvo novamente de disparos de arma de fogo, provenientes de uma pistola calibre .40, agora efetuados por novos 02 (dois) infratores.

Ao longo da investigação policial, vários elementos foram colhidos, possibilitando a identificação dos autores dos crimes, quais sejam, tentativa e consumação de homicídio qualificado.

Em relação à tentativa de homicídio qualificado, foram indiciados e presos F.M.S.S. e L.G.G. como executores, ao passo que a D.N.C foi atribuída a qualidade de mandante do crime. No que se refere à tentativa, temos uma única autoria ainda desconhecida, pois um dos executores era um homem moreno, de aproximadamente 20 anos de idade. Como dito, essa pessoa ainda não foi identificada, mas as investigações continuarão em relação a ele. Caso alguém tenha mais informações sobre esse infrator, entrar em contato com a DIC de Balneário Camboriú.

No que tange à consumação do homicídio qualificado, foram indiciados e presos os indivíduos P.C.S. e W.S.O. como os executores do crime, ao passo que a D.N.C foi indiciado e preso por dar a ordem do crime. Como se percebe, D.N.C responderá pela tentativa e pela consumação do crime hediondo.

Assim, dos 07 (sete) envolvidos nas práticas delitivas, 05 (cinco) foram identificados, indiciados e presos, 01 (um) encontra-se com identificação desconhecida e 01 (um) foi morto em confronto com a Polícia Militar em maio de 2020. Este último teria sido o responsável por emprestar uma das pistolas utilizada na tentativa de homicídio.

Polícia Civil, você pode não ver, mas estamos sempre presentes.

Colabore com a Polícia Civil fazendo denúncias pelo telefone 181 ou através do Whatsapp, pelo número (47) 3398.6500. O sigilo é absoluto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *