Destroços de foguete chinês visto no céu de Santa Catarina caem no Oceano Índico, próximo a Maldivas

Reentrada na atmosfera ocorreu na noite de sábado (8), no horário do Brasil.

Os destroços do foguete chinês Long March 5B caíram no Oceano Índico, a oeste das Maldivas, segundo a mídia estatal chinesa. Não houve danos a regiões habitadas.

A reentrada do foguete na atmosfera ocorreu às 10h24 do horário de Pequim, final da noite de sábado (8) no Brasil. Os destroços caíram nas coordenadas de 72,47° de longitude leste e 2,65° de latitude norte.

Observadores e cientistas estão tentando rastrear a localização exata que o foguete cairia desde o início da semana, após ser divulgado que a nave reentraria na atmosfera terrestre de ‘forma descontrolada’.

Segundo o Escritório Chinês de Engenharia Espacial, a maior parte dos destroços se desintegrou durante o processo de reentrada. Não haverá poluição a água do oceano índico, já que o combustível usado é sustentável, ainda segundo o órgão.

O Long March 5B foi lançado no dia 29 de abril para colocar em órbita o Tianhe, módulo principal da primeira estação espacial permanente da China.

Os detritos que caíram na Terra fazem parte do primeiro estágio do foguete, que possui cerca de 30 metros de comprimento, 5 metros de largura e 187 toneladas.

Visto em Santa Catarina 

O foguete Long Mach 5B
O foguete foi visto no céu de Monte Castelo, no Norte de Santana Catarina, por volta de 18h30 de sexta-feira (7), conforme o portal G1. A câmera de monitoramento de uma estação da cidade registrou a passagem da nave.

Entre sexta-feira e sábado, o foguete foi visto também no Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, conforme a Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros.

Crédito: Diário do Norte – G1

Tem novidades aí 👇

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *