Denúncias de irregularidades na eleição para Conselho Tutelar em Camboriú vão parar no MP

Vazam áudios e conversar que compromete governo ÉLCIO em Camboriú. 

A apuração das irregularidades estaria sendo feita pelo MP e estamos buscando mais informações. Por outro lado, está marcado para o próximo dia 9 desse mês, a posse dos novos conselheiros. Será que até lá pode mudar resultado do pleito?

O que temos:

Eleitores de todo país foram realizadas eleições para escolher conselheiros tutelares para mandatos que se iniciam 2020 e vão até 2023 no incio de outubro.

Cinco candidatos foram eleitos na última eleição, desse alguns teriam recebido apoio do Governo Municipal de Camboriú.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) institui o Conselho Tutelar como “órgão autônomo, não-jurisdicional, encarregado de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente.

Estamos buscando esclarecimentos sobre denúncias de fraude nas eleições para Conselho Tutelar de Camboriú e também do MP, que teria recebido esse material.

Segundo nosso jornal duas candidaturas estaria sendo investigadas, ambas ligadas ao governo ÉLCIO.

Nós do ‘O Janelão’ não acreditamos em cancelamento do resultado da eleição, pois isso traria prejuízos irreparáveis para os eleitos que nada cometeram de irregularidades.

O correto seria a impugnação dos candidatos que teriam fraudes.

E AGORA?

Estamos buscando explicações da Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude do Ministério Público sobre as denúncias de eventual fraude nas eleições ao Conselho Tutelar de Camboriú.

A representação teria sido feita por candidatos derrotados na votação.

E a CMDCA?

Estamos atrás  de explicações do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Camboriú.

Será que já foi aberto um inquérito civil para investigar as denúncias?

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *