Dança de policial: “Fez no momento errado, mas fez muito bem”, diz presidente da Aprasc

Do presidente da Associação de Praças de Santa Catarina (Aprasc), Edson Fortuna, sobre o vídeo em que um policial militar aparece dançando ao som de “In My Feelings”, do cantor canadense Drake:

” Fez no momento errado, mas fez muito bem. Quebrou um pouco do gelo e colocou esse indivíduo que está dentro da farda, sério, sisudo e que a sociedade realmente precisa no papel de policial e protetor da lei como alguém que também pode ser alegre, conectado com o mundo e as tecnologias.”

Para Fortuna, foi dada importância devida para o fato muito mais em relação ao aspecto da lei de trânsito a que o gesto de descontração:

 “Mas ele não estava dirigindo. Quem estava dirigindo era o outro. Sobre a arma, estava em segurança, com bandoleira e o tempo todo sob o seu domínio” – analisou o presidente da Aprasc.

Assista o vídeo 👇

No vídeo, o homem começa o vídeo no banco do passageiro de um carro, depois desce e segue dançando com o carro em movimento, de porta aberta. Ele faz passos inclusive apontando a carabina. As imagens parecem ser gravadas pelo motorista do veículo.

Em nota, a PM diz que “a corporação entende que esse tipo de conduta compromete a segurança dos envolvidos e a imagem da instituição” e que o homem ainda não foi identificado.

A corporação ainda diz que o homem pode responder por infração disciplinar ou crime militar.

Veja a íntegra da nota da PM

A Polícia Militar de Santa Catarina, assim que teve acesso as imagens, iniciou uma apuração para identificar o policial e as circunstâncias da filmagem.

A corporação entende que este tipo de conduta compromete a segurança dos envolvidos e a imagem da instituição, de cujos integrantes se espera uma postura de permanente seriedade, atenção e profissionalismo, independente da presença de outras pessoas.

Caso durante a apuração seja constatada a existência de infração disciplinar ou crime militar, o policial poderá ser responsabilizado por sua conduta.

Quartel do Comando-Geral, 30 de julho de 2018″.

Créditos:  Diogo Vargas

 

2 Comments on “Dança de policial: “Fez no momento errado, mas fez muito bem”, diz presidente da Aprasc”

  1. Eu tbm acho. Ele quebrou aquele tabu de chegarmos perto de um policial com receio. Acho que precisamos de mais policiais assim. Porque o que temos são de cara fechada. E fundamental que trabalhem com seriedade mais quebra um pouco aquele gelo. Ele fez a dança com a farda que foi errado pra sociedade hipócrita. Pra mim não foi, foi legal e ele não atrapalhou nenhuma ocorrencia no momento. Sou contra qualquer punição a esse policial. #maisamor #pormaispessoasassim.

  2. Exagero !!! O cara nao pode descontrair? Nao tava em ocorrencia nem nada , sao como nos seres humanos !! Nao vi mada demais e mais uma e estava otimo dançando eu adorei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *