Cunhado de mulher desaparecida há quase um ano em Agronômica é preso 

Mais uma pessoa está presa por suspeita de participação no desaparecimento de Vanisse Venturi, de Agronômica. Desta vez trata-se do cunhado da mulher. A informação foi publicada pela jornalista Greice Sauer, da RBA TV. O mandado foi cumprido na manhã desta quarta-feira (21) na casa do homem, em Indaial.

A polícia também fez buscas e apreensões na residência dele.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), responsável pela investigação do caso, não passou detalhes da prisão e nem qual seria a participação do homem no sumiço de Vanisse. Ele foi levado ao Presídio Regional, em Rio do Sul, onde encontra-se o irmão dele, também detido por suspeita de envolvimento no que a polícia considera um caso de assassinato.

Segundo as investigações, Vanisse foi morta entre a noite de 22 de julho e a madrugada do dia seguinte. O marido dela, preso desde o mês passado, nega que tenha atentado contra a vida da esposa e diz que os dois tomaram café da manhã juntos no dia 23 de julho, ele foi trabalhar e quando voltou não a encontrou mais.

O caso está prestes a completar um ano e o corpo ainda não foi achado. Cães farejadores chegaram a ser usados em buscas na propriedade da família, mas não há indícios do corpo.

O casal não tinha histórico de violência, mas a mulher queria a separação, segundo a família. Vanisse desapareceu no dia do aniversário do filho caçula, que estava completando 12 anos na época. O garoto e o outro irmão, maior de idade, seguiram vivendo com o pai após o sumiço da mãe.

Com a prisão do pai, eles moram sozinhos juntos agora.

Fonte: NSC

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *