CORPOCIDADE mapeia danças e situações vividas no espaço urbano

Realizado pelo coletivo Núcleo Corpóreo, o projeto é uma plataforma de pesquisa experimental que reúne artistas do corpo e movimento para realização de ações de dança/performance pela cidade de Balneário Camboriú, tendo como objetivo perceber, refletir, mapear, performar, coreografar e cartografar, além de documentar danças e situações vividas no espaço urbano, entre paisagens, arquiteturas, captando transformações, e registrando histórias cotidianas dessa cidade que segue em movimento contínuo.

O trabalho visa refletir sobre a relação da performance nos espaços urbanos entendida como poética-política do corpo em ato. Partindo deste pressuposto, vieram algumas questões base colocadas por SANDER (2012) que trouxeram perguntas sobre a poética e a política dos corpos na cidade vivida. Ou melhor: de que modo os corpos, no cotidiano urbano, produzem sentido? De que maneira eles se singularizam nas ruas da cidade? Como que esse espaço é vivido, sentido, significado? E de que modo podemos ampliar as modalidades do estar na rua através de uma poética do movimento e da dança?

O projeto teve inicio em novembro de 2020 (parte I) com os artistas provocadores (responsáveis pela concepção do projeto) Caaro Costa e Fernando Dalla Nora vivenciando experiências à partir de derivas pelas ruas em busca de sentidos e caminhos para seguirem, adiante vieram as colaborações artísticas (parte II) de Luciana Siebert, Caroline Calcaterra e Gabriel Engster de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021. Durante esse período, foi aberta uma chamada para 4 artistas interessados em colaborar no projeto com abrangência regional, onde por surpresa, foi recebido um grande número de inscrições. A partir daí foram selecionados para participar os artistas Cali Ossani de Gaspar, Duda Duarte e Leonardo Ertel de Florianópolis, Michele Chaves e Nathália Duarte de Balneário Camboriú, seguindo as experiências e continuidade da pesquisa – de abril a maio de 2021.

O acervo fotográfico e audiovisual do projeto está sendo disponibilizado de modo virtual e pode ser acompanhado por meio do Instagram do coletivo Núcleo Corpóreo @nucleocorporeo.

Em breve acontecerá a estreia do mini-doc do projeto na plataforma Youtube com data ainda a ser divulgada. O projeto CORPOCIDADE conta com patrocínio da LIC 2020 (Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Balneário Camboriú) através da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

“A percepção do espaço é um processo de múltiplas operações mentais que se desenvolvem a partir da compreensão simbólica do mundo e das relações topológicas locais. O indivíduo que não consegue utilizar um mapa está impedido de pensar o território, sobre os aspectos do território que não estejam registrados em sua memória. Está limitado apenas aos registros de imagens do espaço vivido.” ALMEIDA (2001,p.17).

SOBRE OS ARISTAS RESPONSÁVEIS

Caaro Costa é bailarina, professora, pesquisadora, educadora e performer. É Graduada em dança pela FAP com Pós-graduação em Psicopedagogia com pesquisa na área de comunicação corporal e propriocepção, além da ressignificação do movimento do corpo. Atua na cidade de Balneário Camboriú desde 2017 como performer, bailarina e coreógrafa; Integrante do coletivo Núcleo Corpóreo, além de atuar como professora em escolas de dança da região. Agrega ao balé, técnicas de educação somática; aprimora-se em dança contemporânea e dança moderna, além da dança flamenca. Tais conhecimentos a colocam em atividades em ambientes externos e levam-na a direcionar seu estudo para a interação do corpo- espaço/mundo e das consequências dessa formatação espacial em relação ao corpo/indivíduo.

Fernando Dalla Nora é multiartista natural de Balneário Camboriú e atuante na área cultural como produtor. É idealizador do coletivo Núcleo Corpóreo onde vem desenvolvendo ações de pesquisa, produção e formação em artes integradas através de projetos apoiados por editais de Leis de Incentivo. Por meio da dança desenvolve projetos de pesquisa, formação continuada e residências em parceria com artistas diversos com foco na experimentação e cruzamento de linguagens artísticas e suas conexões com as novas tecnologias. É bailarino, professor e coreógrafo, pesquisador, performer e videomaker. Trabalha com somas de linguagens experimentais contemporâneas dentro da dança, artes sonoras, fotografia e audiovisual. Seu interesse é no exercício investigativo, improvisação e construção de narrativas e poéticas, através do corpo, som e imagem.

SOBRE O COLETIVO

O coletivo Núcleo Corpóreo vem desde 2012 realizando projetos de produção, formação e pesquisa em parceria com diversos artistas de abrangência nacional em projetos que recebem apoio de Editais de Leis de Incentivo à Cultura com foco nas experimentações em artes integradas com multiartistas que se relacionam para criar possibilidades dentro da cena contemporânea.

Por Helen Francine
@helenjornalista

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *