Corpo de mulher é encontrado dentro de mala no Sul do Estado

O companheiro foi preso no RS.

Vítima foi localizada na tarde de segunda-feira em área de mata em Garopaba.

O corpo de uma mulher foi encontrado dentro de uma mala em uma área de mata em Garopaba, no Litoral Sul catarinense, na tarde de segunda-feira (9). O companheiro dela foi preso no Rio Grande do Sul suspeito de feminicídio e teria indicado durante interrogatório, segundo a Polícia Civil, o local onde a vítima estava.

Até a manhã desta terça (10), o corpo permanecia no Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão. Os peritos aguardam o resultado de um exame de DNA para confirmar a identidade da vítima. A suspeita é que seja uma mulher que estava desaparecida desde o dia 19 de fevereiro. Segundo a Prefeitura de Barra Velha, ela trabalhava na cozinha de um restaurante no Centro da cidade.

A Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP-SC) registrou dez feminicídios no estado em 2020.

Buscas e investigação

O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado na tarde de segunda, por volta das 16h, na área de mata no bairro Pinguirito. Segundo o IML, o corpo estava dentro de uma mala grande de viagens e em avançado estado de decomposição. Por isso, não foi possível constatar se havia sinais de agressão.

Na semana passada, equipes do Corpo de Bombeiros realizaram buscas à vítima com o auxílio de um cão farejador a pedido da polícia, mas nada havia sido localizado.

O desaparecimento da mulher teria sido registrado em um boletim de ocorrência feito por colegas de trabalho. A data não foi divulgada pela polícia até esta publicação.

Companheiro foi preso no RS

De acordo com a Polícia Civil de Garopaba, o companheiro da vítima é o principal suspeito do crime. O jovem de 21 anos foi preso preventivamente na tarde de segunda na cidade de Viamão (RS) por feminicídio. Conforme a polícia, ele teria confessado o crime durante o interrogatório.

A investigação apontou, segundo a polícia, que a vítima teria sido morta na madrugada do dia 19 de fevereiro na casa onde o casal morava, localizada no bairro Ambrósio. Conforme a Polícia Civil, o suspeito não teria acionado serviço de emergência.

A causa da morte será confirmada após a perícia. Segundo a polícia, durante o interrogatório o suspeito afirmou aos policiais que deu um soco na vítima e que não usou arma.

Ainda de acordo com a polícia, o corpo foi colocado dentro de uma mala de viagem que teria sido levada em uma bicicleta até o terreno baldio.

O suspeito será indiciado por homicídio qualificado pelo feminicídio e ocultação de cadáver. A Polícia Civil investiga se o companheiro teria contado com a participação de outra pessoa no crime de ocultação de cadáver. Ele foi encaminhado para a Unidade Prisional Avançada de Imbituba.

Medida protetiva

De acordo com a Polícia Civil, no mês de janeiro a companheira do suspeito solicitou medida protetiva de urgência, pedido que foi aceito pelo Poder Judiciário.

A delegada Patricia Fronza Vieira, que coordena as investigações, destaca a importância das mulheres romperem o ciclo da violência doméstica ao procurarem auxílio quando estiverem em um relacionamento violento.

“A mulhr também precisa se posicionar, precisa romper esse ciclo da violência doméstica, e não subestimar o agressor, não acreditar que com ela isso não vai acontecer”, disse a delegada.

Veja mais notícias do estado no G1
SC.
Por G1 SC
Corpo de mulher é encontrado dentro de mala no Sul de SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *