China impõe questão comercial e não sanitária ao suspender importações de carne

Na última semana, os desdobramentos sobre a suspensão das importações de carne bovina à China tiveram destaque no site do Canal Rural.

A suspensão das importações de carne bovina do Brasil para a China segue repercutindo entre os leitores do site do Canal Rural. Na última semana, os desdobramentos para a pecuária nacional diante do embargo chinês ficaram entre os conteúdos mais acessados.

– Entenda os danos do embargo chinês à carne bovina na pecuária brasileira.

O Brasil ainda está à espera de um posicionamento da China sobre o embargo às exportações de carne bovina, que estão suspensas desde o dia 4 de setembro. Em entrevista ao Rural Notícias, o analista da Safras & Mercado, Fernando Iglesias destacou a situação do mercado pecuário após a restrição das vendas externas. Confira.

Por conta da demora da China em autorizar a importação de carne bovina brasileira, o Ministério da Agricultura decidiu suspender a produção de carne para o país asiático.

Veja os detalhes.

3 – Quantas toneladas de calcário posso aplicar no pasto sem precisar incorporar?

Em dúvida enviada ao programa Giro do Boi, o pecuarista quer saber quantas toneladas de calcário pode aplicar no pasto sem precisar incorporar. De acordo com agrônomo, o ideal é fazer a incorporação do calcário para ter o melhor resultado da calagem. Confira a resposta completa.

2 – Preços da carne bovina registram queda no atacado, após escoamento de estoques.

A ausência da China nas exportações de carne bovina seguiu com reflexos no mercado do boi gordo na última semana. Além da forte queda nos valores da arroba do boi gordo, os preços da carne também começam a dar sinais de recuo. Veja na matéria.

1 – ‘China impõe questão comercial e não sanitária ao suspender importações de carne’.

Ao analisar o embargo às exportações de carne bovina brasileira para a China, o comentarista do Canal Rural Miguel Daoud, aponta para uma decisão de caráter comercial do país asiático. Veja o que ele disse.

Via Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *