Chacina de Canasvieiras foi vingança por dívidas

A chacina de cinco pessoas em um apart-hotel em Canasvieiras, em Florianópolis, no dia 6 de julho, foi motivada por dívidas financeiras, informou a Polícia Civil de Santa Catarina no sábado (11).

As mortes foram uma forma de vingar os débitos acumulados por Leandro Gaspar Lemos, 44, com um dos suspeitos envolvidos no crime, afirmaram os responsáveis pelas investigações.

As vítimas foram identificadas como Paulo Gaspar Lemos, 78, seus três filhos, Paulo Gaspar Lemos Junior, 51, Katya Gaspar Lemos, 50 e Leandro Gaspar Lemos, 44, e Ricardo Lora, 39 – este era funcionário do hotel, sem passagens policiais.

A vingança por dívidas era uma das linhas de investigação da Polícia Civil devido ao histórico da família em negócios em São Paulo e Santa Catarina.

O patriarca Paulo Gaspar Lemos respondia a quatro inquéritos por estelionato e havia se mudado para Florianópolis há dez anos depois de declarar falência de uma concessionária de carros na capital paulista.

Dois dos três suspeitos do crime já estão presos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *