Campeonato catarinense de futebol pode terminar fora do estado 

“Se a Chape aceitar, vamos terminar o catarinense no Paraná ou RS”, diz presidente do Avaí.

“Os oito clubes querem disputar o Catarinense. Já boto aqui uma explicação, se a Chapecoense, o presidente da FCF aceitar, vamos terminar o Estadual no Paraná ou no Rio Grande do Sul”, disse Battistotti.

Além disso, ele criticou a forma que o governo de Santa Catarina vem tratando o Campeonato Catarinense durante os decretos. Segundo ele, a suspensão tem ligação política.

“Eu só me preocupo porque na hora que começa a definir interesses particulares, políticos e partidários dentro do campeonato de futebol, isso se torna muito difícil para qualquer gestor do futebol em tomar sua decisão. Espero que, na minha santa ignorância, eu esteja errado, mas, o problema do futebol catarinense em terminar, tem interesses partidários”, desabafou Battistotti.

Leia mais

Casos da Covid-19 passam dos 67 mil e SC registra 882  mortes

Camboriú tem quase 61 mil veículos emplacados na cidade

Covid-19: Conheça as cidades de SC onde a doença não chegou

Além disso, vale lembrar que o Avaí vai comandar o primeiro jogo da Série B no dia 7 de agosto, ou seja, o decreto ainda estará valendo.

Conforme o calendário divulgado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o Leão da Ilha faz sua estreia contra o Náutico, às 21h30, em Florianópolis.

Contraponto

A reportagem do nd+ entrou em contato com assessoria de comunicação da FCF (Federação Catarinense de Futebol), e a mesma disse que ainda não há nenhuma posição, mas que um comunicado foi publicado no site da entidade.

Na publicação a FCF informa que devido ao decreto publicado pelo governo de Santa Catarina, em que se proíbe a prática de atividades esportivas, o Campeonato Catarinense Série A 2020 segue suspenso.

Via NDMAIS

Publicidade – Clique na imagem da Vinaço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *