Camboriuense fica pendurado em cabine de caminhão e tem sua moto arrastada por 33 km na BR-101

Imagens mostram o caminhão arrastando moto; A  esposa da vítima que era carona da motocicleta está em um hospital em estado grave.

O casal de Camboriú Anderson e Sandra Aparecida Pereira foram protagonistas de um acidente impressionante que ganhou repercussão nacional neste sábado (6/3) há tarde por volta das 16:00 horas.

A moto Kawasaki pilotada por Anderson ficou presa na parte da frente da carreta M.Benz/Axor de Taquara/RS, após ser colida na traseira e foi arrastada por 33 quilômetros pela BR-101, desde o km 106 em Penha até o km 139 no morro do boi em Balneário Camboriú.

As imagens divulgadas pelas pessoas que trafegavam pela rodovia federal no litoral norte de Santa Catarina, são chocantes e lembram cenas de ação em um filme de terror, mas que infelizmente são de uma história real.

O motociclista Anderson Pereira de 49 anos, contou que voltava de Campo Alegre-SC, no Planalto Norte com sua esposa e próximo a Penha sentiu uma batida forte em sua moto Kawasaki Custom, que tinha como caroneira a sua esposa Sandra. Com o impacto ele chegou a desmaiar por alguns instantes e quando acordou percebeu que sua  esposa não estava na motocicleta, que estava sendo arrastada pela rodovia, pois ela ficou grudada no  para-choque dianteiro da carreta que  estava em movimento.

“O motorista da carreta se recusou parar.”

Anderson Pereira juntou forças de onde não tinha e conseguiu escalar a parte da frente da carreta, chegando até a porta do motorista da carreta, que trafegava em alta velocidade na movimentada rodoviária federal.

LUTOU PELA VIDA

Pereira pediu para o motorista parar a carreta e contou que ele tinha derrubado a sua esposa da moto, mas o gaúcho que conduzia o brutão parecia estar possuído pelo diabo e não parou. Para piorar por várias vezes, inclusive tentou derrubar Anderson, que teve que lutar pela vida para não cair do caminhão em movimento.

Pereira caiu da carreta, onde foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Itapema e posteriormente internado em observação no Hospital Ruth Cardoso, onde fez exames e está em observação, teve lesões leves e seu estado de saúde é estável, mais por precaução devido a batida.

SANDRA FOI ARRASTADA POR CERCA DE 500 METROS ANTES DE CAIR EM PENHA

Já a passageira da motocicleta, Sandra teve lesões graves, após a batida foi arrastada por 500 metros antes de cair na pista. Após ser socorrida com apoio de um helicóptero ela foi encaminhada ao hospital Marieta Konder em Itajaí, onde segue internada.

A família contou que ela foi atingida com força e teve lesões graves na cabeça, pernas, tórax, braços etc.

PUBLICIDADE

O CAMINHONEIRO FOI PRESO

O caminhoneiro, no entanto, seguiu em frente sem prestar socorro às vítimas. Segundo relato do condutor da moto, ele subiu na cabine da carreta e ficou pendurado na porta, tentando fazer o motorista parar, mas sem sucesso.

A carreta seguiu até o km 139 em Balneário Camboriú, onde foi abordada com apoio da Polícia Militar.  Segundo relatos, o motorista teria sido agredido por populares, agressões interrompidas pela PM.

O caminhoneiro gaúcho, de 36 anos, fez o teste com bafômetro com resultado negativo. No entanto, ele exibia visíveis alterações da capacidade psicomotora causado por alguma substância entorpecente.

“Ele teria confessado que usou rebite e que estava à mais de 28h sem dormir.”

Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Balneário Camboriú, onde vai responder pelos crimes de fugir do local do acidente sem prestar socorros às vítimas e de dirigir com a capacidade psicomotora alterada.

Sandra e Anderson Pereira

Na delegacia ela aguarda decisão do juiz da comarca, para saber se ficará preso ou se vai ser encaminhado para um presídio.

Vamos aguardar torcendo pela recuperação de Sandra e Anderson que justiça seja feita.

JANELÃO
“Tenha fé, dias melhores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *