Caixa baixa juros e dá 60 dias de prazo para dívida de famílias e empresas

A Caixa informou hoje redução de algumas taxas de juros e que adiará por 60 dias o prazo para famílias que têm dívida de empréstimo pessoal e empresas que buscarem capital de giro. No caso de financiamento imobiliário, não cobrará duas parcelas.

“Havendo necessidade, podemos expandir a pausa no pagamento das dívidas de 60 para para 90 ou 120 dias“, disse o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. Veja abaixo mais detalhes das medidas para famílias e para empresas.

Assista o vídeo preparado pelo Drº Cleber bombardelli ao Jornal O JANELÃO. ⏬

Medidas para famílias (cliente pessoa física)

Possibilidade de pausa de até 60 dias no pagamento de crédito pessoal

Ampliação das linhas de crédito consignado, incluindo as linhas para aposentados e pensionistas do INSS

Crédito consignado com juros a partir de 0,99% ao mês, penhor a partir de 1,99% ao mês e crédito pessoal automático (CDC) a partir de 2,17% ao mês

Quem tem conta-corrente ou poupança na Caixa terá direito gratuitamente ao cartão virtual de débito Caixa para fazer compras online. O cliente pode habilitar o uso do cartão diretamente no Internet Banking Caixa

Contrato de penhor poderá ser renovado diretamente no site da Caixa ou pelo telefone, sem precisar ir a uma agência

Medidas para financiamento imobiliário

Para famílias, será possível pedir a pausa estendida do pagamento de até duas prestações pelo Aplicativo Habitação Caixa, sem precisar ir às agências.

Para empresas, será possível pedir a pausa estendida de até duas prestações

Medidas para empresas

Para micro e pequenas empresas, a redução de juros será de até 45% nas linhas de capital de giro, com taxas a partir de 0,57% ao mês

Carência de até 60 dias nas operações parceladas de capital de giro e renegociação

Linhas de crédito especiais, com até seis meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços.

Linhas de crédito para aquisição de máquinas e equipamentos com até 60 meses para pagamento

Medidas para hospitais

Liberação de R$ 3 bilhões em linhas destinadas a santas casas e hospitais filantrópicos que prestam serviço ao SUS (Sistema Único de Saúde), para reestruturação de dívidas e novos recursos

Taxa de juros de 0,80% ao mês para prazos de até 60 meses (redução de 14%)

Taxa de juros de 0,87% ao mês para prazos de até 120 meses (redução de 23%)

Prazo de pagamento de até 120 meses e carência de até seis meses

Atendimento aos clientes

Para minimizar os riscos de contaminação e exposição dos nossos clientes ao coronavírus, a Caixa recomenda o uso dos canais digitais em vez de ir às agências.

Antonio Temóteo – UOL, em Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *