Cadê o dinheiro do Hospital Marieta de Itajaí?

Parlamentares visitaram Assembleia Legislativa e Secretaria de Estado da Saúde.

Os vereadores Beto Cunha (PSDB), Calinho Mecânico (Progressistas), Dulce Amaral (PR), Fabricio Marinho (Cidadania) e Rubens Angioletti (PSB) foram à Florianópolis, na semana passada, buscando informações e soluções para o impasse envolvendo os leitos da ala clínica Padre Pio, do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen.

Segundo o Hospital Marieta, a ala clínica que era utilizada como apoio quando Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) estava lotada, foi fechada pela Vigilância Sanitária Estadual e que a Secretaria de Estado de Saúde não havia realizado o repasse de atendimentos já realizados.

No período da manhã, os vereadores foram atendidos na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina pelos deputados estaduais Onir Mocelin e Vicente Caropreso. Já no período da tarde, foram recebidos pelo secretário de Estado da Saúde, Ramon Tártari.

Segundo o secretário, os leitos não são habilitados para atendimento de UTI e que devem funcionar como uma extensão da sala de reanimação do Pronto Socorro do Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen. Sobre o repasse dos atendimentos realizados, foi explicado que serão pagos como enfermaria e não como UTI.

#PraCegoVer: A foto mostra os vereadores Beto Cunha (PSDB), Calinho Mecânico (Progressistas), Dulce Amaral (PR), Fabricio Marinho (Cidadania) e Rubens Angioletti (PSB) segurando faixas. Crédito: Elis Brandina/CVI.

Vem aí ‘JANELÃO NA PRESSÃO’ WhatsApp ‘996216941’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *