BR-470 no Vale do Itajaí registra em média UMA MORTE a cada quatro dias e meio

Em 10 anos, a BR-470 no Vale do Itajaí registra, em média, UMA MORTE a cada quatro dias e meio, além de seis acidentes por dia.

Segundo o Deputado Milton Hobus, Santa Catarina deu um sinal positivo ao presidente Jair Messias Bolsonaro e ao Ministério da Infraestrutura.

“No momento que aprovamos o repasse de R$ 200 milhões. Agora precisamos do retorno desse investimento.”

Foto: Mauricio Vieira/Secom

FALA DO DEPUTADO 

“Chega de politicagem nesta confusão que impede o repasse de R$ 200 milhões para a BR-470. Nós, do Alto Vale e Vale do Itajaí, queremos a duplicação. Aprovamos ainda em ABRIL o envio de recursos do Estado para três estradas federais. E esse dinheiro já poderia estar na conta da União para que ela termine ainda em 2022 os trechos 1 e 2 da obra. Mas, infelizmente, criou-se uma polêmica que atrasa o envio desse investimento milionário.” Destacou o Deputado 

“Enquanto isso, a BR-470 registra em média uma morte a cada quatro dias e meio. Em 10 anos, foram mais de 20 mil acidentes, 863 vítimas fatais e 4 mil pessoas com algum ferimento grave. Sem contar, é claro, o impacto na economia, que impede a geração de emprego e o crescimento das nossas cidades.” Destacou ainda o Deputado Estadual

Hobus, pede a compreensão do senador Jorginho Mello para que ele pare com essa confusão política e ajude os catarinenses em Brasília.

VEJA TAMBÉM:

Estado de concentrar recursos em dois lotes da duplicação da BR-470
Acidente deixa três pessoas feridas no Km 8 da BR-470 em Navegantes
Fenda da cabeceira da ponte entre Ibirama e Apiúna na BR-470 será fechada, segundo DNIT

Imagem de capa ilustrativa de acidente em 24 de junho de 2020 em Ibirama-SC. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *