Bolsonaro exonera diretor-geral da Polícia Federal

Maurício Leite Valeixo foi levado ao cargo pelo ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, que na quinta-feira ameaçou pedir demissão.

O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Leite Valeixo, levado ao cargo pelo ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro foi exonerado do cargo nesta sexta-feira (24). O decreto foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e foi publicado nessa madrugada no Diário Oficial da União.

Não há ainda um substituto para o comando da PF.

Quem é o diretor Quem é o diretor da PF que virou pivô da crise entre Moro e Bolsonaro da PF que virou pivô da crise entre Moro e Bolsonaro

O Presidente Jair Bolsonaro “chegou ao máximo da irritação” com o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. A “irritação” se deve ao fato de que Valeixo manteve no novo inquérito aberto pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras, para investigar atos contra a democracia no último domingo (19), a mesma equipe que investiga fake news que atacam membros do STF. Esta última investigação aponta para o envolvimento do “gabinete do ódio” e de Carlos Bolsonaro no caso.

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, chegou ameaçar se demitir.

PUBLICIDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *