Bendito o casamento, e maldito o divórcio!

Por José de Arimatéia / Consultor imobiliário.

Caros leitores, hoje vamos falar de relacionamento, de união e infidelidade  conjugal.

O amor é o elo perfeito no casamento. Por isso foi a primeira e mais antiga forma de sociedade humana, criada pelo próprio Deus, lá na origem da criação, quando criou ali no sexto dia, o homem e na sua infinita sabedoria, fez para ele uma ajudadora, uma esposa, para que ambos se amassem, procriassem e enchessem a terra.

Porque Deus odeia o divórcio?  No livro de Malaquias 2:16 diz: Porque o senhor, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com sua roupa, diz o senhor dos exércitos portanto, guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais. Aqui o senhor está falando de infidelidade conjugal. Ela é extremamente delicada, a traição de um dos cônjuges sempre será um erro gravíssimo, pois a mesma produz conflitos morais, psicológicos e sobretudo desequilíbrio espiritual.

Por isso, cultive o amor com seu cônjuge! Quando você conhece a Deus, o amor pelos outros brota em seu coração, mas esse amor precisa ser nutrido para crescer. Em  1º Coríntios 13:1-13 diz que o  amor é a chave para um bom casamento, sem amor o casamento tende a fracassar. A paixão vai e vem, é inconstante, mas o amor é algo mais profundo, é mais que um sentimento, é uma atitude de vida, eu diria que é um Dom de Deus.

O verdadeiro amor é uma chama que não pode ser apagada, porque é uma decisão que você toma e é isso que o torna tão forte e poderoso. No livro de 1ª João 4:7-8 diz: Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.

Meu amigo e minha amiga, estamos vivendo em um mundo cruel e dominado pela violência, pela traição e pela infidelidade dos cônjuges. Onde  a frase “até que a morte os separe” parece algo impossível de se cumprir, e o casamento é visto como temporário, um casamento de conveniência. No livro de Mateus 19:6 diz: O casamento foi criado por Deus para ser uma união especial entre um homem e uma mulher. Portanto, o bom casamento cria um ambiente de amor, respeito, honra e segurança para formar uma família. No livro de eclesiastes 4:9-10 diz: Melhor é serem dois do que um, porque tem melhor paga do seu trabalho, porque se um cair, o outro levanta seu companheiro: mas ai do que estiver só, pois caindo, não haverá outro que o levante.

O casal que segue o padrão bíblico para o casamento, evita muitos problemas que levam ao divórcio que é fruto do pecado, quando um dos cônjuges deixa se corromper pelo pecado aí o relacionamento, o casamento está destruído, aí não tem como evitar o maldito divórcio porque houve algum tipo de traição, as vezes o adultério, ou até mesmo traição dos diversos tipos como em negócios, falta de credibilidade, mentiras e outras atitudes que podem ser consideradas traição, onde a confiança e completamente quebrada. No livro dos Hebreus 13:4 diz: Porem, aos fornicadores e aos adúlteros, Deus os julgará. Para evitar um divórcio precisamos lidar com o pecado em nossas vidas e na vida das pessoas que nos afeta.

Deus odeia o divórcio e também odeia a violência. No livro de Mateus 5:27 diz: Não cometerás adultério, a violência no casamento é infidelidade e a aliança feita diante de Deus, é destruída. O divórcio fere a muitas pessoas: você, seu cônjuge e seus filhos, principalmente Deus.

Deus sempre perdoa quem se arrepende com sinceridade, ele apaga os seus pecados e dá uma vida nova. Se você está passando, ou passou por um divórcio, ou sofreu com as conseqüências de um divorcio na família, saiba que Deus quer lhe restaurar. Deus tem poder para curar toda dor, todo sofrimento, toda culpa e toda tristeza causada pelo cruel divórcio! Não deixe o divórcio lhe destruir! Venha para Jesus, a mão dele é forte e poderosa. Em apocalipse 3:20 diz: Eis que estou a porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei até ele, e com ele cearei, e ele comigo.

Finalizo com o livro de Marcos 12:30-31 que diz: Amarás, pois ao senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças: este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este é: Amarás o teu Próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes. Se você aplicar esses dois mandamentos mais importantes da bíblia, certamente a sua vida será transformada! Meu amigo e minha amiga, mais uma vez meus agradecimentos a vocês, por esse momento prosaico.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *